Açúcar: Apesar da alta da produção, indicador renova recorde nominal em 2020

Compartilhe

Mesmo diante da maior produção de açúcar na safra 2020/21, o Indicador CEPEA/ESALQ do cristal, cor Icumsa de 130 a 180, mercado paulista, atingiu recorde nominal no início de novembro/20, quando passou a operar acima de R$ 100/saca de 50 kg.

Nos dias que se seguiram, as máximas foram renovadas, alcançando R$ 111,96/sc em 10 de dezembro de 2020.

Segundo pesquisadores do Cepea, o impulso veio especialmente das exportações aquecidas ao longo de todo o ano, o que limitou a oferta no mercado doméstico.

Designed by Freeweibo
Designed by Freeweibo

Com as medidas de isolamento social impostas na segunda quinzena de março para contenção do novo coronavírus, formou-se uma expectativa de queda nas vendas de etanol.

Esse cenário levou usinas paulistas a direcionar maior quantidade de cana para produção de açúcar. Além disso, incertezas quanto aos impactos da pandemia na economia impulsionaram o dólar, que ultrapassou R$ 5,00, tornando as exportações do adoçante mais atraentes.

Já no ramo industrial, boa parte das indústrias alimentícias interrompeu a produção em abril, em decorrência das medidas de isolamento, com gradual retomada das atividades em maio e a consequente recuperação da liquidez nos meses seguintes, atingindo picos em outubro e novembro.

Original de Cepea