Agricultura familiar de GO tem R$ 189 milhões investidos pela Emater em 2021

Compartilhe

Soma de benefício registrou aumento de 20% em comparação com 2020. Em Goiás, Emater é o principal canal para que agricultura familiar tenha acesso a políticas públicas de financiamento

Facilitar o acesso da agricultura familiar a linhas de Crédito Rural é uma das principais incumbências da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater). Em 2021, a instituição elaborou 2.031 projetos de financiamento para 1.564 pequenos produtores, o que resultou no valor de R$ 189 milhões investido em propriedades rurais goianas.

<\/div>

A soma do benefício registrou aumento de 20% em comparação com o ano anterior, quando o valor foi de aproximadamente R$ 150 milhões e 1.990 contratos foram formalizados. Goiás segue a tendência nacional, já que produtores rurais de todo o País contrataram apenas entre julho e dezembro do ano passado R$ 159 bilhões em Crédito Rural, uma elevação de 30% em relação ao mesmo período de 2020.

“O trabalho de facilitação do acesso ao Crédito Rural realizado pela Emater em 2021 foi fundamental para a promoção da inclusão produtiva dos produtores da agricultura familiar, que nem sempre têm como pagar por uma assessoria privada”, destaca o presidente do órgão, Pedro Leonardo Rezende.

A liderança pontua ainda que a Emater é responsável pela emissão da Declaração de Aptidão (DAP) ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), documento fundamental para a realização dos projetos produtivos e um dos pré-requisitos para acessar as linhas de crédito disponibilizadas pelas instituições financeiras. 

“O crédito rural consiste em um dos pilares para o desenvolvimento no campo e é essencial para que o produtor realize o custeio da produção e investimentos necessários nos sistemas produtivos, tendo como resultado final a melhoria da renda da atividade rural”, acrescenta.

Além da assessoria para a aquisição de financiamento, a Emater trabalha junto ao agricultor familiar para a adequada aplicação do dinheiro. “Através da assistência técnica continuada, de forma a garantir que de fato os recursos resultem em melhoria da eficiência econômica dos sistemas produtivos”, finaliza Rezende.

Acesso

Em Goiás, a Emater é o principal canal para que agricultores familiares tenham acesso ao Crédito Rural. Produtores rurais de pequeno porte (e suas formas associativas) interessados podem procurar o escritório local da instituição mais próximo da propriedade.

O financiamento pelo Pronaf é voltado para os integrantes do programa, por isso é importante que o agricultor familiar tenha em mãos a DAP, que funciona como uma espécie de carteira de identidade do trabalhador rural e também é emitida pela Emater.

Os valores do crédito podem ser destinados ao custeio e investimento em implantação, ampliação ou modernização da estrutura de produção, beneficiamento, industrialização e de serviços no estabelecimento rural ou em áreas comunitárias rurais próximas.

A supervisora de Crédito Rural da Emater, Maria de Fátima de Souza, atenta para a necessidade de planejamento antes mesmo de buscar a assessoria. “É necessário que o agricultor tenha pleno conhecimento de todos os recursos produtivos disponíveis na propriedade rural. Saber sobre a produção e a produtividade, conhecer realmente o que ele tem dentro da propriedade para depois buscar o crédito com o objetivo bem definido e claro”, diz.

Os subprogramas oferecidos pelo Pronaf dividem-se em: Pronaf Agroindústria, Pronaf Mulher, Pronaf Agroecologia, Pronaf Bioeconomia, Pronaf Mais Alimentos, Pronaf Jovem, Pronaf Microcrédito e Pronaf Cotas-Partes.

Consulte os locais, endereço completo e contato dos escritórios locais da Emater em Goiás aqui.

Fonte: Emater – Governo de Goiás