Agronegócio: Entenda porque tokenizar

Compartilhe

O agronegócio brasileiro tem participação de 27% no PIB nacional e é um dos maiores exportadores de produtos, fazendo com que haja negociações diretas com os mais diferentes países, onde há visões, políticas, economias e quadros sociais diferentes. A utilização de uma coin, seja ela desenvolvida para o mercado regional ou já reconhecida mundialmente, poderia expandir ainda mais os negócios deste setor, podendo se trabalhar simultaneamente com moedas oficiais, colocando a opção à escolha do importador estrangeiro. As criptomoedas são uma tendência com a qual o setor do agronegócio do Brasil precisará lidar nos próximos anos.

<\/div>

Vários são os tipos de mercadorias que podem ser atrelados aos diferentes tipos de commodities: Agrícolas, Energéticas, Minerais e Financeiras. Por estes motivos a tokenização de ativos para o agronegócio traz vantagens que podem ser atrativas para um investimento; Abaixo, oito vantagens de porquê investir em tokenização no agronegócio. 

1 – LASTRO EM ATIVO REAL

O token no segmento Agro é baseado em um ativo econômico real que tem um preço de mercado conhecido e facilmente verificável e, normalmente, já com hegde em dólar. Podem ser estruturados com CPR, CRA, CR e também sobre os próprios ativos do emissor, como sacas de produtos, arroba de boi ou semelhantes;

2 – MENOS CUSTOS

Redução de custos indiretos com burocracia (Cartórios, registros, averbações e etc) e intermediários (advogados, corretores, trading, instituições financeiras etc.) pois os contratos inteligentes tornam todo o processo de investimento mais rápido e seguro;

3 – MAIOR AGILIDADE E TRANSPARÊNCIA

A negociação de commodities será mais ágil e com maior transparência por meio da automação dos processos, permitindo transferência internacional de tokens para a compra/venda de produtos e insumos em geral) em apenas alguns segundos;

4- TRANSAÇÕES SEM FRONTEIRAS

Devido à conotação internacional das criptomoedas, uma tokenização pode atingir investidores de qualquer lugar do mundo. A tokenização dará mais liquidez para o setor agro permitindo que ativos tokenizados sejam negociados todos os dias, 24 horas por dia, 7 dias por semana por todo o planeta;

5 – MAIOR LIQUIDEZ DO INVESTIMENTO PELO FRACIONAMENTO DO ATIVO

Menores valores de investimento por meio do fracionamento sobre o ativo que os tokens realizam e com isso podem atrair mais capital;

6- GARANTIAS

Segurança para os investidores, uma vez que o token representará a propriedade sobre um produto específico, registrado e custodiado conforme as regras definidas no contrato inteligente (Smart Contract). A segurança sobre o token é definida nos documentos legais que a maioria dos reguladores utiliza com as mesmas características que garantem a solidez do investimento. Um titular de token tem os mesmos direitos que o proprietário do ativo;

7- GOVERNANÇA E MAIS TRANSPARÊNCIA

Uma empresa que planeja uma tokenização tem que passar por Due Diligence legal, auditoria técnica e financeira. Os ativos que o token representa também serão auditados. No caso dos ativos agrícolas, inclui uma auditoria do estado da propriedade no que diz respeito à sua capacidade de gerar produtos;

8- SEGURANÇA

A tokenização requer o cumprimento dos procedimentos KYC (Know-Your-Customer ou identification procedure) e AML (Anti-Money Laundering), bem como outras ações e divulgações exigidas pela legislação pertinente que protege os investidores.

Por Cassio j. krupinsk, CEO da BlockBr, fintech que une a inovação tecnológica e o conhecimento digital transformando ativos físicos em tokens