Atividade do suíno, na granja, na 29ª semana de 2021

Compartilhe

No decorrer da semana passada (29ª semana de 2021, 18 a 24 de julho) o mercado teve um ambiente fragilizado pela pouca movimentação na ponta final do consumo. De toda forma, mesmo pressionados pelos compradores, os suinocultores conseguiram segurar a pressão na ponta inicial de produção e manter os negócios em patamares inalterados.

O resultado foi um preço médio semanal que atingiu R$136,00, representando aumentos de quase 7% na semana e de 12,4% na comparação com a mesma semana do ano passado.

Já no acumulado no decorrer de julho a cotação média subiu para R$128,50, apresentando índice positivo de 14,4% sobre julho do ano passado, enquanto na comparação com junho último, aponta retração de 6,3%.

No decorrer desta semana (30ª semana, 25 a 31 de julho) os preços tendem a seguir pressionados pela baixa movimentação no comércio varejista pela perda mais acentuada no poder aquisitivo do consumidor. Mesmo assim, diante dos preços recebidos bem abaixo do custo de produção, os suinocultores devem seguir tentando segurar a pressão dos compradores por preços favorecidos até que o ambiente de mercado proporcione a possibilidade de novos reajustes. No mesmo período do ano passado houve evolução da cotação mais para o encerramento da semana.

Original de Sui Site