Batata: Geadas provocam queimaduras nos Tubérculos

Compartilhe

Lavouras do sudeste e do Paraná são afetadas

frente fria que atingiu o País entre o final de junho e o início de julho, levou problemas às roças de batata de Minas Gerais, São Paulo e do Paraná. De acordo com colaboradores do Hortifruti/Cepea, no Sul de Minas, a formação de geada provocou queimas nas folhas dos tubérculos que estão no início do desenvolvimento – cenário que pode comprometer o crescimento e enchimento das batatas colhidas entre os meses de agosto e setembro.

Por: Freepik

No Sudoeste Paulista e em Vargem Grande do Sul (SP), por sua vez, parte das folhas foi queimada, mas as plantas devem se recuperar e os agentes acreditam que a produção não deve ter problemas significativos. Já no Paraná, o fenômeno foi mais intenso, principalmente na região de Campo Mourão (fornecedor de semente), onde foram registradas perdas de alguns talhões – para os menos atingidos, pode haver impacto no enchimento do tubérculo e, consequentemente, uma menor oferta.

Até o momento, para as roças que estavam em final de ciclo, são estimadas perdas de 15% da produção, com mais de 30% das folhas danificadas. Conforme colaboradores, nestas duas primeiras semanas de julho, as temperaturas têm sido mais altas, amenizando os impactos nas lavouras prejudicadas pelas geadas.

Original de HF Brasil