Boi Gordo: Algumas regiões tiveram altas nos preços

Compartilhe

Em São Paulo, as cotações do boi, vaca e novilha gordos ficaram estáveis na última segunda-feira (28/6), na comparação com o levantamento anterior, do dia 25/6.

Segundo levantamento da Scot Consultoria, o boi, a vaca e novilha gordos foram negociados, respectivamente, em R$317,00/@, R$294,00/@ e R$310,00/@, preços brutos e a prazo.

As cotações no patamar atual possibilitam um ritmo de ofertas suficiente para manutenção de um cenário de escalas de abate confortáveis, que atendem mais ou menos cinco dias no estado.

Foto: BENCHEKCHOU, Zineb Fonte: Embrapa

 No Rio Grande do Sul houve alta nas cotações das fêmeas. A pouca oferta e escalas enxutas forçaram as indústrias frigoríficas a abrirem a semana ofertando R$0,05/kg a mais pelas fêmeas.

A vaca e novilha gordas ficaram cotadas em R$10,75/kg e R$10,95/kg, respectivamente, preços brutos e a prazo. Para o boi gordo, o preço ficou estável e firme em R$10,45/kg, também preço bruto e a prazo. 

Em Santa Catarina, o cenário de oferta curta pressionou as indústrias frigoríficas, que abriram a semana oferecendo R$3,00/@ a mais em todas as categorias na região. Com isso, boi, vaca e novilha gordos estão negociados, respectivamente, por R$319,00/@, R$297,00/@ e R$314,00/@, preços brutos e a prazo.

Análise originalmente publicada no informativo Tem Boi na Linha de 28/6/2021.

Original de Scot Consultoria