Boi Gordo: Mercado demonstra firmeza

Compartilhe

Apesar das escalas de abate fluindo compassadamente, as indústrias paulistas ofertaram R$3,00 a mais pela arroba do boi gordo na última quinta-feira (14/1).

Com o ajuste, o boi gordo ficou cotado em R$285,00/@, preço bruto e à vista, segundo levantamento da Scot Consultoria. 

A cotação das fêmeas ficou estável na comparação diária, negociadas em R$265,00/@ a vaca gorda e R$275,00/@ a novilha gorda, preços brutos e à vista. 

No Norte de Mato Grosso, a cotação das três categorias subiu. Na comparação diária, o boi gordo apresentou incremento de R$8,00/@, a vaca gorda R$7,00/@ e a novilha gorda R$5,00/@, apregoados em R$263,00, R$250,00 e R$253,00, respectivamente, preço bruto e à vista. 

No Rio Grande do Sul, a oferta curta está pressionando os preços no estado. A cotação do boi gordo subiu 1,1% na comparação dia a dia, cotado em R$9,00/kg, preço bruto e à vista.

As fêmeas são negociadas em R$8,40/kg, a vaca gorda, e R$8,60/kg a novilha gorda, preços brutos e à vista, aumentos de 2,4% e 1,1%, respectivamente. 

Análise originalmente publicada no informativo Tem Boi na Linha de 14/1/2021.

Original de Scot Consultoria