Café: Preços internos do Robusta Crescem com força

Compartilhe

De acordo com pesquisas do Cepea, os preços internos do café robusta têm avançado com certa força neste mês, impulsionados pelas altas externas e do dólar.

<\/div>

No cenário internacional, os valores são influenciados pela maior demanda pela variedade. Neste caso, ressalta-se que a pandemia de covid-19 elevou o consumo de café dentro do lar, aquecendo as vendas de solúveis e comuns.

Esse cenário atrelado à entressafra no Vietnã (maior produtor de robusta) e ao dólar valorizado – que aumenta a competitividade do robusta brasileiro – favoreceram as vendas do grão nacional.

Assim, o Indicador CEPEA/ESALQ do robusta do tipo 6 peneira 13 acima voltou a fechar acima dos R$ 400/sc de 60 kg nesses últimos dias, retornando a patamares reais de janeiro de 2018 (valores deflacionados pelo IGP-DI de jul/20).

Nessa terça-feira, 25, o Indicador fechou a R$ 406,32/saca de 60 kg, forte avanço de 3,5% frente ao do dia 18.

Para o arábica, o ritmo de negócios esteve menor, especialmente devido à baixa presença de vendedores, que ficaram com as atenções voltadas ao clima.

Assim, o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6, posto na capital paulista, fechou a R$ 596,21/saca de 60 kg nessa terça-feira, 25, alta de 3,3% frente à terça, 18.

Original de Cepea