24/05/2020

Colheita de soja na Argentina atinge 93,3% da área

Compartilhe

A colheita de soja da safra 2019/20 na Argentina atingiu 93,3% da área plantada no país, informou a Bolsa de Cereais de Buenos Aires, em relatório semanal. Os trabalhos avançaram 5,9 pontos porcentuais na semana e estão 8,3 pontos porcentuais adiantados ante igual período do ano passado — o maior ritmo das últimas nove temporadas. “O clima seco e temperado impulsionou a agilidade dos trabalhos de campo e, apesar do quadro complicado da pandemia, eles avançam quase ininterruptamente em toda a área agrícola nacional”, disse a bolsa.

A bolsa calcula que 47,2 milhões de toneladas de soja já foram colhidas, mas pondera, contudo, que os rendimentos médios estão menores. “A média nacional de produtividade continua em queda e manterá essa tendência conforme a colheita dos lotes de plantio tardio avance”, ressalta o relatório. A bolsa manteve, no entanto, a previsão de produção de soja em 49,5 milhões de toneladas.

De milho, a colheita atingiu 43,5% da área, avanço de 3,5 pontos porcentuais na semana, com 24,6 milhões de toneladas do grão retiradas das lavouras. Na comparação com a temporada anterior, os trabalhos de campo estão 7,4 pontos porcentuais à frente. “Durante a última semana, os trabalhos de campo começaram a ganhar impulso. Os principais motivos desta aceleração são o início da colheita nas principais regiões produtoras e o importante avanço da colheita de soja que permitiu que produtores voltassem a atenção às lavouras do cereal”, destaca a bolsa.

Colheita de soja na Argetina atinge 93,3% da área

Segundo a bolsa, as lavouras de milho registram produtividade próxima ao estimado inicialmente e acima da média das últimas cinco safras. “A colheita de lotes tardios e de segunda semeadura entrega bons rendimentos, por outro lado, continua a retirada de lotes plantados mais cedo de menor produtividade”, pondera a entidade. A previsão de produção do cereal foi mantida em 50 milhões de toneladas.

A Bolsa de Cereais informou também que o plantio de trigo da safra 2020/21 foi iniciado no país. A semeadura dos primeiros lotes nacionais, segunda a bolsa, atingiu 5% da área a ser plantada, estimada em 6,8 milhões de hectares. Os trabalhos de campo estão 1,9 ponto porcentual adiantados ante à temporada 2019/20.

“A ausência de chuvas levou os produtores a acelerar os trabalhos, que aproveitam a umidade do solo e adiantam-se a possíveis chuvas previstas para o fim desta semana”, explica a Bolsa.

As lavouras já semeadas estão concentradas no centro e no norte da área agrícola do país, acrescenta a entidade. “Considerando que a janela de plantio acaba de começar, serão necessárias chuvas no curto e médio prazo para que os planos de plantio se concretizem em sua totalidade”, complementa a bolsa.Fonte: Estadão Conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

gtag('set', {'user_id': 'UA-174356464-1'}); // Defina o ID de usuário usando o user_id conectado.