Comissão discute importação de leite do Mercosul

Compartilhe

Produtores querem suspender importações da Argentina e do Uruguai

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados promove, nesta quarta-feira (12), audiência pública sobre a importação de produtos lácteos de países do Mercosul. A audiência será realizada em conjunto com a Subcomissão Permanente do Leite (Subleite), que é vinculada à comissão.

O debate acontece no plenário 6, às 9 horas.

Em fevereiro, em reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Leite e Derivados, as entidades representativas do setor solicitaram ao Ministério da Agricultura a suspensão das importações de leite e derivados da Argentina e do Uruguai.

O deputado Celso Maldaner (MDB-SC), que solicitou a audiência pública, considera a concorrência com o leite importado dos países platinos injusta. Segundo ele, até hoje as normas ambientais dos países integrantes do Mercosul não foram harmonizadas.

Produtores de leite se queixam da concorrência de países do Mercosul Foto: Arnaldo Alves/Agência de Notícias do Paraná Fonte: Agência Câmara de Notícias

“No Brasil, o pecuarista está sujeito a duras regras ambientais. Isso aumenta os seus custos de produção, mas ele obedece, porque sabe que a sustentabilidade ecológica é mesmo um objetivo importante”, afirma. “O problema não está aí, mas sim em que o Brasil imponha esses custos aos seus próprios produtores e depois prefira comprar leite mais barato de fornecedores estrangeiros que não aderem a padrões igualmente rigorosos de preservação ambiental”, argumenta.

Maldaner acrescenta que os produtores brasileiros vêm se queixando de que a quantidade de leite importada do Uruguai é incompatível com o nível da produção daquele país. “É possível que o país esteja adquirindo leite de outras economias, integrantes ou não do bloco, para em seguida revender no Brasil”, afirma.

O deputado argumenta ainda que a situação do produtor brasileiro ficou mais difícil nos últimos anos, com a queda da renda do consumidor desde 2014, com a pandemia – que diminuiu ainda mais a renda das famílias e provocou a suspensão de compras para a merenda escolar – e com o aumento do preço da ração usada para a criação.

Debatedores

O presidente do Sindileite-SC, Valter Antônio Brandalise, participará da audiência. Também foram convidados representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; do Ministério das Relações Exteriores; da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil); da Organização das Cooperativas do Brasil (OCB); da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA); da Associação Brasileira dos Produtores de Leite (Abraleite); e da Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar.

Fonte: Agência Câmara de Notícias