Confira 7 características de produtores rurais de sucesso

Compartilhe

Uma fazenda é como alguns dizem uma “indústria a céu aberto”, isto é, está sujeita a diversos fatores internos e externos que interferem no resultado do negócio, o risco é parte inerente da atividade. Além disso, com o aumento da população, a procura por alimentos também cresce, o que significa que o agronegócio terá uma grande janela de oportunidade pela frente.

No entanto, grandes oportunidades em um ambiente onde o risco faz parte do negócio remetem a diversos desafios e responsabilidades aos profissionais do agro, os quais precisarão de cada vez mais preparo, tanto “para dentro da porteira” quanto para “depois da porteira”. Um dos grandes desafios, por exemplo, é a gestão administrativa do negócio.

Deste modo, entendo que o produtor rural de sucesso precisará de algumas características, ações e hábitos que o ajudarão a se manter cada vez mais produtivo e rentável. Conheça quais são:

1. Planejar a lavoura: compras, orçamento e todo manejo.

Produtores rurais eficientes planejam desde a compra dos insumos até a  quantidade física de adubos e defensivos que serão utilizadas por hectare na lavoura. Por exemplo, eles conseguem dimensionar todo cronograma técnico e financeiro da lavoura, em cima da experiência e de números, isto é, do que funciona e do que tem funcionado nas últimas safras. Além disso, é possível estruturar todo fluxo de caixa de modo que permita o produtor aproveitar oportunidades no mercado para compra de insumos por menores preços, entre outras práticas como está descrito no nosso artigo que explica como lucrar com a gestão de compras.

2.  Planejar o que vai plantar e a área apoiado em números

Você escolhe as culturas e áreas que vai plantar da sua lavoura em cima de números ou apenas na experiência? É inegável que a experiência do produtor e da família tem um peso relevante em qualquer decisão tomada dentro de uma fazenda, porém vivemos uma época de mudanças rápidas e constantes. Portanto, embasar uma importante decisão em cima de números pode determinar os rumos do negócio, se terá lucro ou prejuízo, por exemplo. Produtores de sucesso, avaliam a produtividade dos talhões, os custos por culturas e, se possível, por áreas, também verificam os preços dos grãos praticados no mercado para, daí sim, determinar o que e quanto irão plantar. De modo geral, avaliam indicadores que podem contribuir para o sucesso da atividade.

3. Prezar por uma semeadura de precisão com métricas

“A data da semeadura é a data do plantio”, uma frase muito simples que diz muito. Só colhemos o que plantamos, logo o capricho nesta etapa determinará os rumos do que será colhido lá na frente. Estudos demonstram que na cultura da soja cada centímetro de um metro de linha ocupado por falhas pode significar em reduções de 34 kg/ha na produtividade, o qual não será compensado pela plasticidade da cultura. A época de semeadura também é fator crucial para o sucesso da lavoura, pesquisadores observaram reduções de até 43 kg/ha por dia de atraso na semeadura na cultura da soja. Produtores de sucesso avaliam o número de sementes por metro, acompanham a amplitude das distâncias entre essas sementes, identificam possíveis causas de variação e as corrigem, além de controlar a velocidade das máquinas durante o plantio, mas acima de tudo registram todas essas métricas.

Fonte: freepik

4.  Monitorar a lavoura

Produtores eficientes não descuidam das entradas na lavoura, para avaliar o que precisam aplicar, principalmente quando se trata de insetos pragas. Um estudo realizado pela Embrapa, constatou que a adoção do monitoramento de pragas reduziu em até 50% os custos com aplicações na soja. O controle das pulverizações, isto é, procurar sempre aplicar produtos quando há real necessidade, aliado a rotação de princípios ativos também reduz a proporção de pragas resistentes nas lavouras.

5. Vender bem a produção

O produtor de ponta vende a sua produção no momento certo. Mas quando é o melhor momento para vender? Essa pergunta não tem uma resposta certa e direta, na realidade depende dos custos, do apetite do produtor a lucros maiores em contrapartida a capacidade de assumir riscos, uma vez que o produtor pode travar contratos ou aguardar o preço da saca se valorizar ou não no mercado. No entanto, nada disso surtirá efeito sem que o produtor consiga controlar dois atributos essenciais para vender a produção: conhecer de fato os custos envolvidos na agricultura e/ou pecuária, além de ter controle do caixa, saber quando precisará de maior ou menor liquidez, isto é, “dinheiro na mão” para honrar os compromissos.

6. Fazer gestão do fluxo de caixa

Gerir o dinheiro nada mais é que controlar o caixa da atividade, quanto entra, quanto sai e saldo financeiro. Como já mencionado anteriormente, isso reflete em diversas decisões. Por isso, talvez seja o processo mais importante e mais comumente adotado por produtores de sucesso, o que nos remete a uma pergunta que serve para todos produtores rurais: ”como cuidar do verde se as contas estão no vermelho?”. Dívidas fazem parte do negócio, porém se elas comprometem uma parcela significativa do patrimônio, as coisas não vão nada bem, isso tira a tranquilidade do produtor de cuidar da lavoura e dos animais e coloca uma carga de tensão emocional alta nas costas do empresário rural. Por isso essa frase faz todo sentido.

7. Investir em tecnologias (com cuidado)

O produtor rural eficiente geralmente investe em tecnologias, sejam aquelas “de dentro da porteira”, como sementes, máquinas, drones, sistemas de irrigação, insumos modernos, entre outros, ou aquelas “depois da porteira”, isto é, as que garantem a organização gerencial do negócio. Softwares de gestão, por exemplo, facilitam a vida do produtor e de toda equipe da fazenda, uma vez que é possível organizar o negócio como um todo e decidir os rumos que se irá tomar. A informação existe, mas ela precisa ser organizada, para que daí entre a experiência do produtor na hora de tomar uma decisão consciente e precisa. Faço também uma observação em relação a adoção de tecnologias: o produtor precisa entender onde o sapato aperta e qual seu número, isto é, não é qualquer tecnologia, por mais revolucionária inovadora que seja, que irá funcionar no campo de batalha, dentro da sua fazenda. Isso depende das pessoas envolvidas, do processo escolhido e da tecnologia em si, então muito cuidado, prefira fazer primeiro o básico bem feito e durma tranquilo.

Original de Connectere