Confira o desempenho do ovo na granja, durante a 47ª semana de 2020

Compartilhe

Na semana passada (47ª semana, 15 a 21 de novembro) com disponibilidades de ovos mais ajustadas na base de produção, mesmo o mercado adentrando o período da segunda quinzena onde começa a haver certo esmorecimento no consumo do produto, os produtores pressionaram e conseguiram novo reajuste no segundo de negócios.

<\/div>

Depois, os preços seguiram inalterados até o encerramento da semana, em que o mercado já começou a apresentar um ambiente de negócios mais disputado e com os compradores pressionando por melhores condições de comercialização tendo como justificativa a necessidade de realizar promoções para melhorar a saída do produto.

Por ora, o preço médio acumulado em novembro apresenta índices positivos de 15,6% e 37,5% sobre os alcançados no decorrer de outubro último e novembro do ano passado, respectivamente.

De toda forma, embora obtenha índice mensal um pouco superior aos alcançados pelo milho e farelo de soja, na comparação com novembro do ano passado a diferença é gritante, o milho indicando aumento de quase 78% e o farelo de soja 112,6%.

E o significado disso é um custo de produção bem acima dos preços recebidos. Não apenas em novembro, mas na maioria do ano.

A semana atual (48ª semana, 22 a 28 de novembro) adentra o terceiro decêndio do mês, período que não traz grandes expectativas para os negócios por encontrar o consumidor exaurido financeiramente. Com isso, é possível que aumente a pressão dos compradores na tentativa de obterem preços mais vantajosos.

Resta saber se, efetivamente, os produtores conseguirão sustentar os preços e isso passa, necessariamente, pelas disponibilidades existentes na base de produção.

https://www.ovosite.com.br/index.php?page=noticias&id=18237

Original de AviSite

Fonte: OvoSite