Confira o desempenho do Ovo, na granja, na 48ª semana de 2020

Compartilhe

Na semana passada (48ª semana, 22 a 28 de novembro) com disponibilidades de ovos ajustadas na base de produção, os avicultores conseguiram suportar a pressão dos compradores e, com isso, sustentaram os preços nos negócios realizados.

<\/div>

O preço médio acumulado em novembro apresenta índices positivos de 17% e 39,3% sobre os alcançados no decorrer de outubro último e novembro do ano passado, respectivamente.

No mesmo período de comparação mensal, o milho e o farelo de soja apresentam evolução na casa dos 10%-11%. Entretanto, em doze meses apontam aumento expressivo de 79% e 114%, respectivamente.

O acumulado do ano apresenta índices de evolução na casa dos 24%, 45% e 51%, na caixa de ovos, na saca do milho e na tonelada do farelo de soja, respectivamente.

Ou seja, as matérias-primas básicas utilizadas na alimentação do plantel produtivo tiraram a sustentação da atividade não apenas em novembro, mas no decorrer do ano.

A semana atual (49ª semana, 29 de novembro a 05 de dezembro) traz consigo a possibilidade de mercado mais ativo que pode favorecer melhores condições de comercialização.

Isso porque o trabalhador receberá parcela do 13º salário logo na abertura da semana e, depois de alguns dias, o recebimento dos salários. E isso tende a favorecer maior consumo do produto no decorrer do período.

Assim, como os preços recebidos não cobrem o atual custo de produção, é quase certo que os produtores de ovos pressionem por novos aumentos.

Fonte: OvoSite

Fonte: AviSite

Original de OvoSite