Considerando a inflação o valor oferecido pelo Plano Safra não cresceu

Compartilhe

Segundo consultor em agronegócio, com o aumento no custo de produção, os recursos para custeio serão insuficientes

O governo federal anunciou o novo Plano Safra 2021/22 com o montante de recursos de R$ 251,2 bilhões. Ao analisar os números de crédito para a próxima temporada, o consultor em agronegócio, Ademiro Vian explica que a inflação tirou o crescimento real do plano.

“Quando olhamos para esse valor de R$ 251 bilhões, comparando com os números da safra passada, temos praticamente o mesmo valor, em termos nominais, ao considerar a inflação de 6,3%”, aponta.

Segundo o consultor, os recursos para custeio e comercialização ainda serão insuficientes. “Quando você pega o custo de produção dos últimos 12 meses que cresceu até 40%, os R$ 177 bilhões representam um valor vegetativo”, afirma.

Vian ressalta que sua análise é feita somente sobre os números e elogia o aumento na oferta de crédito para os pequenos produtores e também os maiores recursos para o Programa ABC.

original de canal rural