Exportação de carne de frango do país aumentou mais de 8% em 2021, mesmo enfrentando desafios

Compartilhe

No decorrer de 2020, com a manifestação global do Coronavírus, era esperado que houvesse bom desempenho nos embarques de carne de frango do Brasil. Mas o enfrentamento ao vírus trouxe os mais diversos obstáculos que impactaram toda a cadeia de produção e, também, as exportações.

O corolário foi um volume embarcado 1,2% abaixo do ano anterior, significando 343,7 mil toneladas mensais. Os embarques mensais variaram de um mínimo de 311 mil toneladas ao máximo de 388 mil toneladas. Mesmo assim, considerado as enormes dificuldades, apresentar retração pequena nas exportações foi um grande resultado para o setor.

No ano passado, superado muitos desafios e com a vacinação atingindo níveis satisfatórios, os embarques de carne de frango apresentaram bom desempenho e novo recorde foi alcançado, significando incremento anual de 8,3% e um volume médio de 372,3 mil toneladas mensais.

Embora distante do recorde mensal divulgado pelo sistema de estatísticas do comércio exterior nos já distantes julhos de 2018 e de 2015, por três meses os volumes mensais do ano passado superaram as 400 mil toneladas. A exportação mínima aconteceu logo na abertura do ano e o maior volume no mês de julho.

Fonte: AviSite