Frango: Preços do vivo e dos grãos têm alta semelhante e relação de troca continua estável

Compartilhe

Os preços do frango vivo seguem avançando, acompanhando as valorizações dos principais insumos consumidos na atividade: milho e farelo de soja.

<\/div>

Segundo colaboradores do Cepea, muitos avicultores têm elevado os valores de venda do animal justamente na tentativa de repassar os frequentes reajustes nos custos de produção e, dessa forma, limitar as perdas nas margens.

De acordo com colaboradores do Cepea, a procura de frigoríficos por novos lotes de frango está firme, tendo em vista a aquecida demanda pela carne do animal.

Além disso, as exportações da proteína vêm apresentando bom desempenho neste mês. No caso dos insumos, segundo levantamento da Equipe Grãos/Cepea, a oferta limitada de milho tem elevado as cotações do cereal.

Para o farelo de soja, os preços registram aumentos mais intensos, refletindo a firme demanda doméstica e o expressivo aumento na procura externa pelo produto brasileiro.

As valorizações do derivado também estão atreladas à menor oferta de soja na América do Sul e, consequentemente, à diminuição no volume de esmagamento.

Fonte: Cepea