Galinheiro: Veja quais são os erros que devem ser evitados na construção!

Compartilhe

São muitos os benefícios em ter um galinheiro particular.

As galinhas são animais que possuem uma longa expectativa vida, em média 16 anos. Ter um galinheiro, além de lazer e bem-estar por cuidar dos animais, pode proporcionar uma alimentação saudável, livre de hormônios e rações pouco nutritivas. Produção de ovos diariamente, uma galinha põe em média 1 ovo por dia durante o período de postura, uma quantidade suficiente para consumo da sua família, amigos ou até mesmo para dividir com a vizinhança.

Neste post vamos lhe ajudar com dicas super valiosas, como: Por onde começar? O que fazer? O Que não fazer? Quais cuidados tomar, uma vez feito o galinheiro?

É nesse sentido que tentaremos ajudá-lo. Pois você verá que não é só questão de erguer algumas paredes para confinar as aves e deixar que o resto aconteça ao acaso.

A avicultura é uma atividade que exige um certo conhecimento além de apenas instalá-las no quintal e dar ração.

1ª DICA: Como definir o tamanho ideal ao construir um Galinheiro

Comece pelo número de galinhas que você pretende criar. Isso definirá o tamanho do seu galinheiro, partindo da perspectiva de que você pode abrigar de 4 a 5 galinhas adultas por metro quadrado (m²). Isso, se sua intenção for construir um galinheiro fechado.

2ª DICA: Mantenha o galinheiro protegido do ataque de predadores

Para manter a criação segura, fora do alcance de predadores, você pode erguer uma estrutura fechada, onde as galinhas ficarão, até que você decida que elas devam sair. Esse modelo é o mais usado por quem tem pouco espaço no quintal e quer cortar custos na construção.

Geralmente, quando é pouca galinha costuma-se optar por um galinheiro fechado, pequeno. Uma maneira muito prática e de baixo custo é a utilização de tela de arame. Outro motivo é a presença de animais domésticos ou não, que sejam predadores naturais, como gatos ou raposas. Também há uma sabedoria popular que diz que onde há galinhas, cobra não chega. Eis outro motivo para continuar com seu projeto.

Na construção de seu galinheiro você pode aproveitar um muro ou alguma parede de um velho galpão, poupando o trabalho de ter que cercar os quatro lados do viveiro. Sem contar que ainda pode aproveitar a velha estrutura de um galpão abandonado ou coisa desse tipo, para economizar trabalho e gastos desnecessários.

3ª DICA: Não subestime a região em que mora

Num galinheiro aberto, as galinhas ficarão mais livres, mas também mais expostas a predadores, a não ser que você cerque por cima com tela. Tem gente que faz isso, reservando um pequeno canto para elas dormirem, embaixo de uma proteção contra a chuva e frio.

Em um galinheiro aberto você precisará de uns 40 a 50 centímetros quadrados por galinha. Como já disse, você pode ter problemas com gatos soltos na redondeza. Pense nos pintos e nos ovos das suas galinhas. Avalie as redondezas e analise o que vale mais a pena, se um galinheiro aberto ou fechado. O ambiente em que estamos inseridos sempre dita as regras que devemos respeitar.

Fonte: freepik

4ª DICA: Não ignore a ação do sol no local a construir um galinheiro

Escolha um ambiente que seja agradável às galinhas, tanto no inverno quanto no verão. Pensando no calor do verão, construa parte do galinheiro sob uma árvore, ou então use outro recurso para oferecer sombra aos animais nos períodos quentes do ano. No entanto, não esqueça que a luz solar estimula as galinhas a porem mais ovos, por isso, não é aconselhável privá-las totalmente do sol, mas usá-lo ou descartá-lo, conforme a necessidade.

5ª DICA: Não coloque o ninho do seu galinheiro muito baixo

Quando começar a construir o galinheiro, faça o poleiro em lugares altos, para gerar espaço. E cuide para não colocar o ninho embaixo do poleiro, tornando-o alvo de fezes, respeite a altura mínima de, no mínimo 60 centímetros do solo para posicioná-lo. Mas não deixe de fazer o ninho, para evitar que as galinhas ponham seus ovos no chão, aumentando o risco de quebrá-los. Os ovos precisam ser recolhidos o mais breve possível, depois que as galinhas põem, do contrário corre-se o risco delas começarem a bicar os ovos.

Outro motivo para o poleiro e o ninho ficarem em local alto, é desestimular os predadores e evitar que você bata ou tropece nele quando entrar no viveiro. Portanto, deixe espaço para que você possa se deslocar livremente quando tiver que alimentar as galinhas, recolher os ovos ou na hora da faxina.

6ª DICA: Não cometa o erro de expor os ovos a bicadas

Se as dimensões do ninho forem insuficientes, os ovos podem acabar danificados pelas aves.  São nessas ocasiões que as galinhas aprendem a bicar os ovos, por causa de uma rachadura acidental. Não ignore essa informação. Antigamente os antigos costumavam cortar os bicos das galinhas para evitar que bicassem os ovos. Mas hoje em dia existem outras maneiras de evitar isso, sem recorrer a esses recursos ultrapassados. Uma dieta completa e nutritiva é outra boa estratégia para desestimular as aves de bicarem os ovos.

7ª DICA: Evite a superlotação do galinheiro

Evite o estresse entre as aves e falta de espaço nos ninhos ou entre eles ao construir um galinheiro. Remova as galinhas chocas, que costumam insistir em ficar sentadas sobre os ovos. Essa atitude de removê-las gera mais espaço para movimentação no local onde estão situados os ninhos. O estresse costuma fazer com que as aves fiquem se bicando e correndo de um lado para o outro, gerando risco aos ovos e a elas mesmas. Geralmente, o estresse se instala pela superlotação do galinheiro. Fique atendo a esse detalhe.

8ª DICA: Não deixe os ovos tempo demais no ninho

Uma das estratégias ideais é criar um mecanismo que possibilite a evacuação dos ovos para algum recipiente fora do ninho, precavendo de quaisquer prejuízos futuros ligados a eles.

Você pode usar uma tela com malha pequena para criar uma saída para os ovos e que evite que animais possam alcançá-lo.

Agora, com essas dicas em mente é hora de pôr a mão na massa.

Comece traçando um plano em um papel com o projeto do Galinheiro e compre os materiais necessários para execução, como madeira, tela de arame, postes para a tela, pregos, arames, etc…

Bom trabalho!

Original de Casa das Cercas