Greve na Argentina chega ao 19º dia e cenário pode beneficiar soja brasileira

Compartilhe

Em nota, o Sindicato dos Trabalhadores de Petróleo e Funcionários afirmou que, por decisão unânime, a paralisação vai continuar

O mercado agrícola segue monitorando a greve de inspetores de grãos e trabalhadores de esmagadoras de soja na Argentina, que completa 19 dias nesta segunda-feira, 28.

Em nota divulgada no domingo, 27, o Sindicato dos Trabalhadores de Petróleo e Funcionários afirmou que, por decisão unânime dos trabalhadores, delegados e diretoria, a paralisação irá seguir.

Designed by Stock Adobe
Designed by Stock Adobe

Segundo o jornal Clarín, o governo argentino voltou a convocar as companhias exportadoras de grãos e os sindicatos dos trabalhadores para tentar resolver a questão. Uma nova reunião está marcada para esta terça-feira, 29, no Ministério do Trabalho.

A Argentina é o maior exportador mundial de farelo e de óleo de soja. De acordo com o analista de mercado da Agrinvest Marcos Araújo, com a oferta reduzida, a demanda pelos derivados pode ser direcionada a outros países, como os Estados Unidos e o Brasil.

Original de Canal Rural