Irrigação com sistema drip protection traz benefícios

Compartilhe

Irrigação com drip protection: saiba o que é, como funciona esse sistema, as vantagens, desvantagens e as manutenções que devem ser feitas

A água utilizada na irrigação retorna para o meio ambiente. Ainda assim, é fundamental que seu uso seja racional e eficiente.

Dos diversos sistemas de irrigação, o gotejamento é um dos que mais economiza e conserva água

Quando esse sistema funciona com drip protection, as vantagens são ainda maiores.

Neste artigo, você saberá como funciona a irrigação por gotejamento com drip protection e quais são seus benefícios. Aproveite a leitura!

Como funciona a irrigação por gotejamento

Na irrigação por gotejamento, a água é distribuída lentamente, próxima às raízes das plantas. 

Nesse sistema, a água é levada até as plantas por mangueiras flexíveis com gotejadores que trabalham com baixa vazão e pressão. A água é fornecida gota a gota.

O sistema é simples e composto por:

  • mangueiras ou fitas gotejadoras;
  • canos;
  • bomba;
  • filtro;
  • reguladores de pressão;
  • válvulas.

Uma prática bastante comum no sistema de gotejamento é a aplicação de fertilizantes via água de irrigação (fertirrigação ou nutrirrigação).

Esse sistema é eficiente na aplicação de produtos químicos, biológicos e orgânicos.

Uso eficiente da água: tanto a água quanto os defensivos agrícolas podem ser distribuídos por meio de pequenos orifícios nas mangueiras (Fonte: traduzido de Bayer)

O que é drip protection? 

A tecnologia drip protection é um sistema de injeção de agroquímicos, produtos biológicos e orgânicos na irrigação por gotejamento. 

Essa tecnologia contribui para a aplicação de condicionantes de solo e para o controle de pragas e doenças. 

Vantagens da irrigação com drip protection

O sistema de gotejo apresenta menor consumo de energia em relação a outros sistemas.

Além disso, não impede que outras atividades, como capinas e colheita, sejam realizadas simultaneamente à irrigação

Também promove maior uniformidade de plantas, melhora a qualidade do produto e aumenta a produtividade.

A irrigação com drip protection é um instrumento eficaz no manejo fitossanitário da lavoura e no manejo da adubação.

Quando comparada ao sistema convencional de aplicação de defensivos agrícolas, essa tecnologia permite a economia de insumos, de tempo, mão de obra e redução dos custos.

O sistema possibilita maior precisão na aplicação dos produtos e maior segurança operacional. 

Há maior segurança porque não há contato dos operadores das máquinas com a calda de pulverização. 

Vantagens ambientais

O sistema de irrigação com drip protection economiza e conserva a água.

O sistema reduz a contaminação do solo, rios e lençóis freáticos. Isso porque reduz as perdas de água e insumos por lixiviação e escorrimento superficial.

Na irrigação por gotejamento, não há contato da água com a parte aérea da planta (folhas, flores, frutos, ramos e caule). 

Isso contribui com o manejo fitossanitário da lavoura, pois diminui a incidência de doenças. Principalmente, as doenças beneficiadas por condições de alta umidade.

O gotejamento favorece ainda o controle de plantas daninhas. A água não é distribuída em toda área, e sim apenas na zona radicular das plantas de interesse agronômico

Esse método também apresenta baixo nível de desperdício de água.

Desvantagens

Quando comparado a outros sistemas de irrigação, o gotejamento apresenta alto custo inicial

A manutenção do sistema também pode ser onerosa. É necessário trocar as mangueiras/fitas gotejadoras que acabam ressecando com o tempo.

Outra desvantagem diz respeito à necessidade da retirada das mangueiras/fitas gotejadoras da área para a realização do preparo de solo.

Além disso, o entupimento dos emissores é algo recorrente.

Cuidados com o sistema de irrigação por gotejamento

No sistema de gotejo, é comum problemas relacionados ao entupimento dos emissores. Por isso, dê uma atenção especial à qualidade da água utilizada na irrigação

A obstrução dos gotejadores ocorre em função da presença de impurezas na água da irrigação, como:

  • areia;
  • argila; 
  • matéria orgânica;
  • sais minerais;
  • organismos vivos.
Elementos físicos, químicos e biológicos que provocam entupimento nos sistemas de irrigação localizada (Fonte: Bucks et al., 1979)

Com o tempo, os sais solúveis utilizados na fertirrigação podem se acumular nas saídas de água. O acúmulo reduz a vazão dos gotejadores

Esse excesso de impurezas diminui a quantidade de água e produtos que chegam até as plantas, prejudicando o manejo e o desenvolvimento da cultura. 

É importante que uma vez ao dia passe somente água pelo sistema de irrigação. Essa é uma forma de realizar a limpeza de canos e das mangueiras/fitas gotejadoras. 

Outro cuidado diz respeito à integridadedessas gotejadoras. Com o tempo, elas acabam ressecando e podem rachar. 

Com o intuito de preservar o sistema de irrigação e aumentar sua vida útil, elas podem ser instaladas embaixo da palhada ou plástico.

É fundamental que você as vistorie regularmente.

Assim, a presença de rompimentos, rachaduras e emissores entupidos pode ser detectada com antecedência.

Conclusão

A tecnologia drip protection consiste em um sistema de injeção de produtos químicos, biológicos e orgânicos na irrigação por gotejamento

Essa tecnologia garante maior segurança operacional e precisão na aplicação de produtos.

O sistema de gotejo reduz a mão de obra, economiza tempo e insumos, além de aumentar a produtividade e reduzir os custos de produção.

Caso utilize esse sistema em sua lavoura, não deixe de tomar os cuidados necessários com ele!

Original de Blog da Aegro