Leite: Tem queda na produção e demanda fraca no país

Compartilhe

O cenário é de queda na produção de leite fluido nas principais bacias leiteiras do país, mas também de demanda retraída por lácteos no mercado brasileiro. 

Com isso, os preços dos derivados ficaram praticamente estáveis no atacado e no varejo nesse mês.

Considerando a média de todos os produtos pesquisados pela Scot Consultoria, a alta foi de 0,2% no mercado atacadista na comparação mensal. 

O leite longa vida (UHT) foi o que apresentou o maior alta, de 1,9%, seguido pelo leite em pó, que subiu 1,1%.

Os preços dos queijos, por sua vez, caíram 1,3%. 

Por: Freepik

No mercado varejista, os preços dos lácteos também subiram sutilmente. 

Considerando a média de todos os produtos pesquisados em São Paulo, na comparação mês a mês, houve alta de 0,1%. 

O preço do leite longa vida (UHT) caiu 2,4% frente ao mês passado.

Frente ao ano passado, a diferença vem diminuindo: valorização de apenas 8,4%. 

O preço do leite em pó recuou 0,4% na comparação mensal, enquanto os queijos subiram 5,4%.

Original de Scot Consultoria