Mais de 3,5 mil Garrafas de Vinho sem procedência foram apreendidas

Compartilhe

Mais de 3,5 mil garrafas de vinho sem procedência foram apreendidas em ação realizada por fiscais da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR) em duas vinícolas da Serra Gaúcha na semana passada. Os produtos apreendidos eram vinhos brancos, tintos e vinagres com rotulagem indicando apenas “vinho colonial”. 

De acordo com o fiscal agropecuário Vinício Grasselli, que participou da ação, o material foi apreendido em empresas grandes e médias registradas. “A venda sem rótulo induz o consumidor a achar que é um produto artesanal, quando não é”, completa.

Rótulos não indicavam procedência dos produtos, nem registro no MAPA Fonte: GOV.RS

A chefe da Divisão de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal da SEAPDR, Fabíola Lopes, reforça que vinhos e derivados da uva e do vinho só podem ser comercializados com rotulagem que indique o produto, nome e endereço do estabelecimento produtor e o número do registro do produto no Ministério da Agricultura, entre outras informações constantes na legislação.

“Com isso, o consumidor final tem garantias da qualidade do produto adquirido. Havendo algum problema, a fiscalização da Secretaria da Agricultura poderá inspecionar o estabelecimento e coletar amostras para verificação da qualidade do produto. A empresa responsável poderá ser autuada”, detalha.

Original de GOV.RS