Melão: Safra principal já começa com bons preços no Vale

Compartilhe

Mesmo assim, valores estão mais contidos frente aos do ano passado

Assim como de costume, o fim da safra do Rio Grande do Norte/Ceará, maior região produtora de melão do Brasil, resultou em aumento dos preços da fruta no mercado interno na primeira quinzena deste mês.

No Vale do São Francisco (BA/PE), onde a colheita está aumentando gradualmente, o amarelo vendido a granel obteve média de R$ 0,84/kg no período, valor 56% maior frente à primeira quinzena de março, mas 24% inferior ao da primeira metade de abril de 2020.

Isso porque, apesar da menor concorrência com a praça potiguar/cearense, produtores do Vale relataram que as vendas ainda estão aquém do normal para época, por conta da atual crise econômica, restrições de circulação de pessoas e fechamento de estabelecimentos, diante da pandemia da covid-19.

E como está a produção? – A safra principal do Vale deve registrar um calendário de colheita semelhante ao do ano passado, se estendendo de abril a julho. E, de modo geral, a produção e a qualidade do melão estão positivas na região, em decorrência do clima favorável, com chuvas ainda abaixo da média para o período.

Para o próximo mês, colaboradores do Hortifruti/Cepea esperam que ocorra um acréscimo mais expressivo da oferta no Vale, o que deve impulsionar os envios de frutas embaladas para os grandes centros consumidores, como o Sudeste – mas ainda existe receio quanto aos entraves gerados pela pandemia.

Fonte: hfbrasil.org.br