Mercado de jardinagem fica aquecido na pandemia

Compartilhe

A pandemia, o advento do home office e a internet de qualidade levaram, como se sabe, muita gente a realizar o sonho de se mudar de vez da capital para a região Serrana, em busca de espaço, paz e um clima mais frio. Com isso, não apenas o mercado imobiliário, de construção e de alimentação ficaram aquecidos mas também o de paisagismo e manutenção de jardins.

Jean Oliveira, 27 anos, dono do Jardim Imperial, em Itaipava, conta que os contratos para serviços de manutenção mais que dobraram desde 2020 e os de paisagismo praticamente triplicaram. “Foram 40 projetos grandes desde meados de 2020. Em 2019, antes da pandemia, executamos não mais de 15”, compara.

Um desses projetos foi o novo jardim da casa da família do consultor financeiro Celso de Oliveira Sant’Anna, 57 anos, em Araras, que trocou o apartamento no Humaitá, no Rio, por uma casa num terreno de cinco mil metros quadrados na Serra. 

Ele fez uma transformação total no terreno, com direito a lago e ponte inspirada nas pinturas do pintor francês Claude Monet. Investiu cerca de R$ 100 mil no projeto e ficou feliz com o resultado. “É um sonho realizado”, diz Celso, que vive com a mulher Regina e a filha Alice, de um ano, na nova casa.

Fonte: Freepik

Nos fins de semana, ele costuma receber a visita da pequena Isabela, de 6 anos, que vive no Rio com a mãe; da filha Carolina, do genro e do neto de um ano. “Não troco nunca mais o campo pela cidade”, promete.

Formado pelo prestigiado Centro Paisagístico Gustaaf Winters, em Holambra, SP, Jean Oliveira da alguma dicas de como manter jardim bonito no inverno. Confira as dicas do Jardim Imperial: 

Poda

O Inverno é a época do ano ideal para podas da maior parte das plantas, sobretudo roseiras, e também de árvores, com raras exceções (como as macieiras). Fazendo a poda nessa época do ano, as árvores e plantas ficarão prontas para a estação seguinte, a Primavera, gerando futos e flores maiores e de melhor qialidade.  Jean explica que o Inverno é o melhor período porque o frio deixa as plantas num estado de “dormência”, como se hibernassem. Assim, ela sofre menos com os cortes do que nas outras estações.

Rega

Na Serra, o Inverno é marcado pelo tempo seco e frio, com pouca chuva, de modo que é preciso ficar atento para que o gramado e as plantas não fiquem secas. No entanto, não se pode exagerar na rega. Assim como nós bebemos menos água no inverno, o mesmo acontece com o mundo vegetal. Não são necessárias tantas regas porque, com as temperaturas mais baixas e sol mais fraco, a água demora mais tempo para evaporar. Se regar demais, vai encharcar e as raízes podem apodrecer. Em média, uma planta que normalmente é regada três vezes por semana no Verão pode ser regada uma vez só no Inverno. Ideal é fazer regar do jardim pela manhã, Assim a água tem o dia inteiro para evaporar e ser absorvida pelas raízes.

Adubação

O período ideal para adubar as plantas é pouco antes do início do inverno, já que os nutrientes darão energia extra para elas passarem por essa fase de  hibernação. Ideal fazer permanentemente adubações, preferencialmente a cada três meses, reforçando a terra com elementos como nitrogênio, fósforo e potássio, para manter sempre plantas e árvores, sobretudo as frutíferas, bem alimentadas. Peça ajuda profissional para avaliar o tipo de adubo recomendado para a sua planta.

Original de Tribuna de Petrópolis