Trigo: Mercado segue lento; semeadura prossegue no Brasil

Compartilhe

Os preços domésticos do trigo seguem em queda, influenciados pela desvalorização do dólar – que favorece as importações do cereal –, pelo movimento de baixa nos valores externos e pelo fraco ritmo de negociações no Brasil. Além disso, as boas condições das lavouras e o clima favorável também reforçam as quedas internas.

No geral, agentes do mercado consultados pelo Cepea estão atentos às atividades de campo. No Brasil e na Argentina, a semeadura do cereal avança, e produtores acompanham de perto o clima e as lavouras.

Por: Freepik

No geral, ambos os países apresentam bom desenvolvimento das lavouras, sendo que a produção no Brasil deve ser recorde. Nos Estados Unidos, o trigo de inverno está sendo colhido, mas o ritmo das atividades está abaixo do verificado em anos anteriores.

No caso do cereal de primavera, as condições das lavouras norte-americanas registraram piora nas últimas semanas.

original de Cepea