Milho: Ritmo de negócios cai, com agentes atentos às lavouras

Compartilhe

A comercialização de milho está bastante lenta, com agentes negociando apenas pequenas quantidades, conforme indicam pesquisadores do Cepea.

<\/div>

No geral, compradores postergam as aquisições para o próximo ano, enquanto vendedores seguem atentos ao desenvolvimento das lavouras e ao clima.

Apesar de as chuvas terem retornado na maior parte das regiões, produtores estimam possíveis quedas na produtividade.

Por enquanto, dados oficiais ainda apontam produção recorde na temporada 2020/21, superando 102 milhões de toneladas, mesmo com a redução na primeira safra.

Original de Cepea