Nematoide de Galhas é uma das doenças mais comuns em plantações de Café

Compartilhe

De todos os produtos produzidos no Brasil, é possível dizer que o café é aquele que mais tem relevância e que não pode faltar na rotina do brasileiro, uma vez que já se enraizou na cultura dessa população.

Talvez seja por isso, junto a toda a dedicação, que o Brasil tenha se tornado o maior produtor e exportador de café do mundo, mesmo que tenha ficado em segundo lugar no consumo da bebida, o que ainda é um mistério. 

É importante destacar que o café passa por um longo processo desde a plantação, cultivo, colheita até o preparo.

E é justamente nessas primeiras etapas que ele pode ser acometido por várias doenças, as quais afetam drasticamente o ciclo de vida deste produto tão valioso e singular. 

As principais doenças do café, são:

Essas doenças podem ser causadas tanto por fungos como por bactérias, nematóides e vírus. 

Vale mencionar que, elas também são capazes de reduzir em até 20% a produção, limitando o cultivo do produto, por isso é essencial obter um diagnóstico correto para que o controle seja realizado adequadamente apresentando resultados eficazes.

No decorrer desta semana, o Dia Rural tem apresentado individualmente, detalhes sobre cada uma das doenças listadas acima, e hoje chegamos à penúltima doença, a Nematoide das galhas. 

Por: Freepik

Nematoide das galhas – Meloidogyne 

O gênero de nematoides com maior relevância na cafeicultura é o Meloidogyne spp., e hoje, 17 espécies de Meloidogyne já foram detectadas, capazes de infectar as plantações de café.

Apesar de a espécie Meloidogyne exigua não ser a mais agressiva, ela é a responsável por promover os prejuízos mais agressivos nos cafezais brasileiros, devido à facilidade na disseminação.

Em contrapartida, as espécies Meloidogyne incognita e Meloidogyne paranaensis, embora não se proliferam com tanta frequência, são ainda mais agressivas.

No que se refere à reprodução dos fitonematoides no cafeeiro, esta pode acontecer ao longo de todo o período da lavoura no campo, entretanto, em época de chuvas, a taxa de reprodução do nematoide é ainda mais elevada. 

Meloidogyne spp., normalmente são conhecidos devido à formação de galhas nas raízes, o que gera deficiência na absorção e translocação de nutrientes para as demais partes da planta, além do que, essa ação é capaz de provocar sintomas como o amarelecimento e nanismo.

Vale ressaltar que após se instalar em uma área uma única vez, é praticamente impossível erradicar o nematoide. 

Por essa razão, é fundamental fazer de tudo para evitar a entrada na área de cultivo. 

Isso pode ser feito através de medidas como a aquisição de mudas sadias, limpeza de máquinas e implementos, controle de plantas invasoras e utilização de cultivares resistentes. 

Por Laura Alvarenga