16°C 30°C
Uberlândia, MG
Publicidade

Controle de estoque garante menos desperdício para empresas

Tornar processo prático e antecipar necessidades futuras são algumas dicas para tornar negócios mais rentáveis e com menor índice de desperdício

14/05/2024 às 14h25
Por: Redação Dia Rural Fonte: Agência Dino
Compartilhe:
istock
istock

Todo negócio depende de uma série de fatores para prosperar. Dentro do ramo alimentício, o cuidado com a qualidade dos alimentos anda de mãos dadas com a escolha da matéria-prima e, claro, com seu bom uso. E para garantir a produção de alimentos nutritivos, com preço competitivo em um ambiente de negócios saudável, controlar os insumos passa ser um passo fundamental.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 30% dos alimentos produzidos no país são jogados fora. Esse percentual equivale a aproximadamente 46 milhões de toneladas de alimentos no ano. Todo esse desperdício prejudica as pessoas que passam fome ou vivem em insegurança alimentar bem como trazem prejuízos às empresas que produzem, não vendem tais alimentos e perdem dinheiro por não os vender.

Para Gislene Lourenço de Amorim, que administrou por muitos anos uma pizzaria na cidade de Serra, no Espírito Santo, ter um estoque diminuto com mais entregas é uma saída para combater o desperdício. “Quando temos menos insumos para administrar, a chance de perdê-los por conta de validade é quase nula”, enfatiza.

A empresária listou abaixo algumas dicas de como criar rotinas de estoque mais eficientes:

- Ter um estoque compatível com o fluxo de produção;

- Contar com um time de fornecedores ágil no atendimento;

- Organizar o estoque para que haja ciência da quantidade de insumos presentes e que os mais próximos do vencimento sejam prioritariamente utilizados;

- Imprimir o uso de tecnologia para saber quando é hora de adquirir mais de determinado produto;

- Integrar a compra de insumos com promoções ou outras vendas maiores feitas pela empresa, a fim de garantir mais quantidade dos produtos mais usados como matéria-prima;

- Estar de olho no mercado e acompanhar a flutuação dos preços dos insumos para não perder boas oportunidades de negócio.

Visto também com ótimos olhos pela população, a doação de alimentos próximos do vencimento ajuda pessoas em vulnerabilidade social e impede que a empresa descarte alimentos que poderiam ser úteis. “Destinar alimentos que a empresa não conseguirá usar, para famílias ou associações filantrópicas, traz conforto por saber que não irão para o lixo”, destaca Gislene. Alternativas como bancos de alimentos são importantes saídas para o combate ao desperdício. Só em Belo Horizonte, em 2023, foram arrecadados 481 toneladas de alimentos.

O profissional da área de suprimentos, cada vez mais valorizado, funciona como peça-chave para o sucesso da empresa. “Contar com bons profissionais tornam a vida do administrador mais fácil para as decisões de compra”, finaliza a empresária.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
21°
Tempo limpo

Mín. 16° Máx. 30°

21° Sensação
1.54km/h Vento
56% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h34 Nascer do sol
05h44 Pôr do sol
Ter 30° 17°
Qua 29° 15°
Qui 30° 15°
Sex 30° 17°
Sáb 30° 18°
Atualizado às 02h07
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,10 +0,00%
Euro
R$ 5,56 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,55%
Bitcoin
R$ 362,366,92 +0,13%
Ibovespa
128,150,71 pts -0.1%
Publicidade