14°C 28°C
Uberlândia, MG
Publicidade

PIB do agronegócio de Minas Gerais cresce 5,9% e alcança recorde de R$ 228,6 bilhões em 2023

Mesmo com queda nos preços das commodities, produção de café, soja, cana-de-açúcar e milho impulsiona crescimento econômico do setor.

11/06/2024 às 12h25 Atualizada em 11/06/2024 às 17h54
Por: Carlos Freitas Fonte: Redação
Compartilhe:
PIB do agronegócio de Minas Gerais cresce 5,9% e alcança recorde de R$ 228,6 bilhões em 2023/Créditos de imagem Freepik
PIB do agronegócio de Minas Gerais cresce 5,9% e alcança recorde de R$ 228,6 bilhões em 2023/Créditos de imagem Freepik

O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio em Minas Gerais cresceu 5,9% em 2023, alcançando um recorde de R$ 228,6 bilhões. Esse aumento representa R$ 13,2 bilhões a mais em comparação a 2022 e equivale a 2,2% do PIB total do estado. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (10/6) pela Fundação João Pinheiro (FJP), em parceria com a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais e a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais.

De acordo com a FJP, houve um aumento expressivo na produção de café, soja, cana-de-açúcar e milho, mesmo com a queda nos preços das commodities no segundo semestre de 2023. Além disso, houve avanços na produção de alimentos, bebidas, celulose e biocombustíveis, com ganhos em volume e preços, conforme observou Raimundo Sousa, professor, pesquisador e coordenador de contas regionais da diretoria de estatística e informações da FJP.

No ano passado, o nível de preços agregado do agronegócio apresentou uma leve alta de 0,2%. O valor adicionado bruto (VAB) na produção agrícola, pecuária e florestal subiu de R$ 68,7 bilhões em 2022 para R$ 70,1 bilhões em 2023. Esse aumento de 11,5% em volume foi parcialmente neutralizado por uma queda de 8,5% nos preços médios dos produtos primários do setor agropecuário.

O VAB dos demais elos da cadeia do agronegócio, que inclui insumos, bens de capital, indústria de processamento de matérias-primas e serviços associados, aumentou de R$ 146,6 bilhões para R$ 158,5 bilhões no mesmo período. Nesse segmento, houve um aumento de 3,3% em volume e 4,7% nos preços médios.

O estudo da FJP considera os dados de safra do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e os preços do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP).

Em 2023, a colheita de soja em Minas Gerais aumentou 11,8%, totalizando 8,5 milhões de toneladas. A produção de café cresceu 21,4%, alcançando 1,7 milhão de toneladas. A produção de cana-de-açúcar subiu para 82,5 milhões de toneladas, um aumento de 12,6%. Já a produção de milho aumentou 6,4%, chegando a 8,3 milhões de toneladas.

No entanto, os preços das commodities recuaram: a soja teve uma queda de 22%, o café de 24% e o milho de 25% em relação a 2022.

"O agronegócio está crescendo mais do que a média da economia geral de Minas Gerais. Esses números são impressionantes, pois os preços em 2022 eram mais altos do que em 2023. Crescemos no valor total mesmo com a redução no preço das commodities, o que mostra que o nosso produtor rural está avançando muito em produtividade", afirmou o vice-governador.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
20°
Tempo limpo

Mín. 14° Máx. 28°

19° Sensação
4.12km/h Vento
49% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h45 Nascer do sol
05h44 Pôr do sol
Dom 29° 15°
Seg 30° 17°
Ter 31° 17°
Qua 30° 17°
Qui 31° 17°
Atualizado às 07h06
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,43 +0,00%
Euro
R$ 5,81 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,13%
Bitcoin
R$ 369,934,65 +0,60%
Ibovespa
121,341,13 pts 0.74%
Publicidade
Publicidade