13°C 26°C
Uberlândia, MG
Publicidade

Previsão do tempo para julho: Mês será o mais frio do ano

Mudança climática traz frio intenso e redução de chuvas em grande parte do Brasil

01/07/2024 às 08h30
Por: Carlos Freitas Fonte: Redação
Compartilhe:
Previsão do tempo para julho: Mês será o mais frio do ano/Créditos de imagem Freepik
Previsão do tempo para julho: Mês será o mais frio do ano/Créditos de imagem Freepik

O inverno começou atípico em grande parte do Brasil, com clima instável, altas temperaturas e chuvas volumosas concentradas nos extremos do país, como no extremo norte da região Norte, no leste do Nordeste e no Rio Grande do Sul. No entanto, julho será diferente: o mês será o mais frio do ano. Confira a previsão completa!

Segundo o MetSul, uma frente fria deve chegar após uma sequência de temperaturas “muito acima da média”, como observado em junho. Embora as chuvas aumentem em alguns pontos do Brasil, o inverno é caracterizado por um clima mais seco, o que será visto em grande parte das regiões Centro-Oeste e Sudeste, além do sul da Região Norte, interior da Região Nordeste e oeste da Região Sul.

Apesar do inverno ser o período mais seco do ano em grande parte do Brasil, a estiagem chegou de forma antecipada e intensa em algumas áreas, como na região do Pantanal e partes da Amazônia. Essas áreas já registram níveis baixos em seus principais rios e um aumento das queimadas, superiores ao esperado para essa época.

Com o fim de um longo período de El Niño, as temperaturas altas registradas no último ano devem diminuir nos próximos meses. "Tivemos 12 meses seguidos com recordes de temperaturas globais junto com a condição do El Niño. A transição climática para La Niña faz com que ainda tenhamos temperaturas acima das médias históricas", explica o meteorologista Willians Bini.

As chuvas devem ficar acima da média na região Norte e em áreas pontuais do leste das regiões Nordeste, Sudeste e Sul. Em grande parte das regiões Centro-Oeste e Sudeste, sul da Região Norte, interior da Região Nordeste e oeste da Região Sul, é prevista chuva próxima e abaixo da média climatológica, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Previsão do Tempo por Região

Centro-Oeste e Sudeste
O Inmet prevê tempo quente e seco para as primeiras semanas do mês nessas regiões. Em São Paulo, uma frente fria pode avançar e provocar chuvas, principalmente no litoral. Também são esperadas chuvas fracas no sul do Mato Grosso do Sul. No norte de Goiás, as temperaturas devem ficar dentro ou ligeiramente abaixo da média, entre 20°C e 22°C.

A redução das chuvas nesta época do ano é devido à persistência de massas de ar seco, o que diminui a umidade relativa do ar e favorece o aumento de queimadas e incêndios florestais, além do risco de doenças respiratórias. Em regiões altas do Sudeste, geadas podem ser registradas devido a massas de ar frio comuns no mês.

Sul
Para a região Sul, a previsão é de chuvas no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e centro-sul do Paraná, além de ventos fortes e queda de granizo. A região terá anomalias positivas nas chuvas, com umidade maior do que o comum para o inverno. A Serra Gaúcha pode receber 60 milímetros de chuva acima da média.

Nordeste
A previsão é de redução das chuvas na maior parte do Nordeste, comum para julho. As temperaturas devem ser amenas, um pouco abaixo da média para o mês, entre 20°C e 22°C. Em junho, a região enfrentou instabilidades e temporais causados por massas de umidade no litoral.

Norte
As chuvas ficarão acima da média, com pancadas ocasionadas pela combinação de calor e alta umidade. Áreas do noroeste do Amazonas e Pará, além dos estados de Roraima e Amapá, serão afetadas. A região está sob o efeito da Zona de Convergência Intertropical desde junho, elevando os índices pluviométricos em áreas equatoriais.

No sul da região Norte, espera-se poucas chuvas e altas temperaturas, com médias podendo ultrapassar os 26ºC.

Efeitos no Agronegócio

Com a previsão de redução das chuvas em grande parte do Brasil, os níveis de umidade no solo devem diminuir, principalmente no Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) e nas regiões Centro-Oeste e Sudeste, além do centro-norte do Paraná. Isso pode causar restrição hídrica para lavouras de milho em estágio reprodutivo e trigo em desenvolvimento, especialmente na região central do país.

Por outro lado, a falta de chuva no interior do Nordeste e Região Centro-Oeste pode favorecer a maturação e colheita do algodão, cana-de-açúcar e café na Região Sudeste.

A atenção deve ser dada à previsão de chuva acima da média no leste da Região Sul, especialmente no nordeste do Rio Grande do Sul, que já vem sendo atingido por fortes chuvas nos últimos meses, dificultando a semeadura do trigo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
19°
Tempo limpo

Mín. 13° Máx. 26°

18° Sensação
2.57km/h Vento
48% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h46 Nascer do sol
05h51 Pôr do sol
Ter 28° 15°
Qua 29° 15°
Qui 30° 16°
Sex 31° 17°
Sáb ° °
Atualizado às 23h05
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,43 +0,00%
Euro
R$ 5,93 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,05%
Bitcoin
R$ 359,505,35 +8,45%
Ibovespa
128,896,98 pts 0.47%
Publicidade
Publicidade