16°C 27°C
Uberlândia, MG

Criação de galinhas impulsiona segurança alimentar e geração de renda em comunidade quilombola de Irará

A iniciativa tem transformado a realidade das famílias de agricultores e agricultoras familiares da Associação Rural da região. O post Criação de g...

01/04/2024 às 11h40
Por: Redação Dia Rural Fonte: Secom Bahia
Compartilhe:
Foto: Karoline Meira-Ascom/CAR
Foto: Karoline Meira-Ascom/CAR

A busca por segurança alimentar e geração de renda ganha força nas comunidades quilombolas da Bahia, com a implantação de galinheiros, pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR). Essa iniciativa tem transformado a realidade das famílias de agricultores e agricultoras familiares da Associação Rural das Comunidades Quilombolas da Olaria, Pedra Branca e Adjacências, com sede em Irará, município baiano localizado no território Portal do Sertão.

Os investimentos da CAR proporcionaram estrutura completa para os 19 galinheiros instalados, incluindo bebedouros, comedouros e a entrega de 950 pintos, além de ração, balde, carrinho de mão e triturador, equipamentos essenciais para o manejo adequado das aves.

Para Silvia Alves Sousa, uma das beneficiárias, essa ação representa uma mudança significativa em sua comunidade. “Estou feliz por ter ganhado meu galinheiro. É uma felicidade para todos nós. Antes, não recebíamos nada na nossa comunidade, mal ouvíamos falar. Agora, através do Governo do Estado, vemos as melhorias chegarem pra nós”.

Foto: Karoline Meira-Ascom/CAR
Foto: Karoline Meira-Ascom/CAR

Carmelita Alves da Silva compartilha a mesma satisfação. “Eu costumava criar apenas algumas galinhas para alimentar meus filhos. Esse projeto foi uma benção e essas galinhas hoje são uma diversão para mim. Ninguém me encontra mais dentro de casa, quando me procuram, estou com minhas galinhas”.

Antônio Melo enfatiza a melhoria proporcionada por essa iniciativa. “As coisas melhoraram muito. Antes, não tínhamos isso aqui e nossas condições não permitiam construir um galinheiro como esse. Antes, criávamos as galinhas soltas, no quintal, pelas terras, e hoje mantemos em um lugar adequado. A expectativa é colher os ovos e que eles tragam um bom lucro para nós. Que esses ovos sirvam para o nosso consumo e que também possamos vendê-los para o entreposto que será inaugurado, em breve, na região”.

O entreposto de ovos, que é gerido pela União das Associações Rurais e Urbanas e está localizado próximo da comunidade quilombola de Olaria, na comunidade de Murici, está nos ajustes finais para ser entregue à população e representa uma oportunidade adicional para os agricultores locais comercializarem seus produtos.

Fonte: Ascom/CAR

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários