16°C 27°C
Uberlândia, MG

Simpósio Sul Brasileiro ABC+ irá discutir Agricultura de Baixa Emissão de Carbono em maio

As práticas para redução da emissão de Gases de Efeito Estufa no setor da agricultura serão discutidas noSimpósio Sul Brasileiro ABC+ Agricultura d...

02/04/2024 às 14h17
Por: Redação Dia Rural Fonte: Secom SC
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom SC
Foto: Reprodução/Secom SC

As práticas para redução da emissão de Gases de Efeito Estufa no setor da agricultura serão discutidas noSimpósio Sul Brasileiro ABC+ Agricultura de Baixa Emissão de Carbono, organizado pelos Grupos Gestores Estaduais de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, em conjunto com a Secretaria de Estado da Agricultura e Pecuária e a Empresa de Pesquisa e Extensão Rural de Santa Catarina – Epagri. Estão abertas as inscrições para o evento, que será realizado na Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), em Florianópolis, em 3 de maio.

O Simpósio vai debater os planos estaduais ABC+, as metas 2030 de baixa emissão de carbono no sul do Brasil, experiências de sucesso com relação ao tema, enfrentamento às mudanças climáticas em decorrência à emissão de gases, além de explanações técnicas do setor. O evento contará com palestras de renomados especialistas na área, workshops interativos e networking com lideranças da área. As inscrições podem ser feitas pelo site: sulbraabc.com.br.

O Brasil é um dos líderes mundiais em agricultura de baixo carbono e a região Sul se destaca na adoção das tecnologias ABC. O objetivo do Plano é trazer mais práticas sustentáveis às mudanças climáticas, fortalecendo sempre a competitividade e consolidando Santa Catarina como referência na baixa emissão de carbono. Um exemplo deste trabalho são os investimentos em manejo e recuperação de pastagens, implantação de pastagens perenes, a conservação do solo e da água, o manejo dos resíduos da produção animal, as florestas plantadas e os sistemas integrados.

Segundo o coordenador do Grupo de Gestão Estadual do Plano ABC+ SC, Humberto Bicca Neto, o objetivo do Simpósio é planejar e mostrar ações de adoção de tecnologias de produção sustentáveis, que correspondam aos compromissos de redução de emissão de gases de efeito estufa no setor agropecuário no sul do Brasil. “Buscamos, cada vez mais, colaborar e produzir técnicas sustentáveis para a redução de emissões dos gases do efeito estufa, visando adotar melhores práticas não apenas de mitigação, mas resiliência e adaptação do agro frente às alterações climáticas”, diz o coordenador do Plano ABC+ SC.

Para o secretário de Estado da Agricultura e Pecuária, Valdir Colatto, Santa Catarina quer se tornar uma referência agroambiental, alicerçando a sua produção de alimentos e florestal sobre bases sustentáveis. “Criamos um plano que respeita as peculiaridades e a realidade de Santa Catarina para tornar a nossa agropecuária ainda mais sustentável. Vamos demonstrar o protagonismo do produtor rural catarinense, que alia produção de alimentos e preservação ambiental. Já somos referência internacional em sanidade animal e vegetal, agora buscamos um novo diferencial competitivo, com desenvolvimento sustentável”, ressalta o secretário.

Em Santa Catarina

O Plano Agricultura de Baixa Emissão de Carbono ABC+SC, implantado há um ano pela Secretaria de Estado da Agricultura e Pecuária (SAR), em parceria com setores relacionados e órgãos do Governo tem o objetivo de minimizar as emissões de gases de efeito estufa (GEE). Em Santa Catarina, a estimativa é que o Plano ABC+ SC já tenha alcançado 14% da meta prevista até 2030, com implementação de tecnologias previstas no Plano em mais de 106 mil hectares. O projeto pretende gerar um significativo potencial de mitigação de emissões de carbono, assim como prevê a difusão de tecnologias pela agropecuária catarinense, com a capacitação de 70 mil produtores.

Acesse o site  https://www.sulbraabc.com.br/  para mais informações.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários