16/06/2020

O Ministério da Agricultura aprova defensivo para tratamento pós-colheita de frutas

Fonte: CNA Brasil

Compartilhe

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) aprovou o registro de um fungicida para tratamento pós-colheita de frutas a base dos princípios ativos Fludioxonil e Azoxystrobina.

A decisão foi publicada na terça (16) no Diário Oficial da União.

A medida atende a um pleito da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

O fungicida era uma das demandas prioritárias da CNA para o setor de frutas após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibir produtos a base de outro ingrediente ativo, o procloraz.

Para o presidente da Comissão Nacional de Fruticultura da CNA, Luiz Roberto Barcelos, o produto será uma boa alternativa para frutas que são exportadas, com o intuito de fazer um controle eficiente pós-colheita e garantir a qualidade desses produtos até o destino final.

“Essa é uma boa notícia para os fruticultores que não tinham nenhum produto eficiente, para o tratamento pós-colheita, como mamão e manga, que também são amplamente exportados”, afirmou Barcelos.

A CNA vem solicitando o registro desse produto desde 2017.

No início de 2020, o pedido de registro foi reforçado oficialmente junto a Anvisa.

Os ingredientes ativos já eram registrados pela Anvisa, mas o produto formulado Graduate A+(Fludioxonil + Azoxystrobina) para o tratamento pós-colheita de mamão, banana, manga, abacaxi e citrus ainda não tinha o registro aprovado no país.

Fonte: CNA Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *