Opinião de jovens líderes sobre uso sustentável do solo no agro foram apresentadas

Compartilhe

Os vencedores do programa CNA Jovem, Ana Carolina Zimmermann e Lucas Dierings, participaram do Fórum Global para Alimentação e Agricultura (GFFA) para apresentar o posicionamento da juventude sobre o tema” Uso Sustentável da Terra: Segurança Alimentar Começa com o Solo”, transmitido de Berlim, na Alemanha, de 24 e 28 de janeiro.

<\/div>

O evento reuniu líderes envolvidos com a política agrícola global e segurança alimentar, incluindo representantes do Ministério da Agricultura de diversos países.

A declaração com proposições foi elaborada durante três encontros virtuais no segundo semestre de 2021 com a participação de 16 jovens do Brasil, México, Zimbábue, Estados Unidos, Alemanha, Japão, Suécia, Uganda, Índia, China, Canadá, África do Sul e Argentina.  A Embaixada da Alemanha divulgou as vagas o GFFA e selecionou os integrantes.

Os vencedores do CNA Jovem tiveram o suporte e apoio do Sistema CNA/Senar ao longo da trajetória na quarta edição do CNA Jovem, o que contribuiu para a preparação dos novos líderes com desenvolvimento de novas habilidades e competências.

A declaração traz três aspectos norteadores sobre o uso sustentável da terra a partir de 3 perguntas: Como podemos melhorar a proteção do solo e restaurar solos degradados?  Como podemos tornar o uso de recursos terrestres finitos mais sustentável; e Como os agricultores em todo o mundo podem ter acesso justo à terra?

“Recorremos à política para fornecer uma estrutura que ajudará a tornar a agricultura sustentável – agricultura que cuida dos aspectos econômicos, ambientais e sociais – um modelo de negócios vital. Entendemos que tomamos emprestado a terra das gerações futuras e nos esforçamos para deixá-la em um estado melhor do que o recebemos”, diz um trecho do documento.

Ana Carolina, do Distrito Federal, foi uma das escolhidas para a leitura do documento no GFFA. “Eu encaro com muita responsabilidade ser uma jovem mulher, sucessora rural que, de alguma forma, tem voz em um evento com líderes mundiais responsáveis pela elaboração de políticas públicas, além mostrar como o Brasil já pratica o desenvolvimento rural e sustentável”.

Na sua visão, o acesso à educação envolvendo a ciência e tecnologia contribuem para a adoção de boas práticas que vão beneficiar a conservação do solo, restauração de pastagens degradadas e uso de outras tecnologias.

Em um dos projetos paralelos, a jovem foi selecionada pela rede internacional de agronegócio Nuffield para conhecer de perto como a inovação no campo está transformando a realidade. Em fevereiro. ela viajará para o Reino Unido para iniciar a jornada.  Para acompanha-la nas redes sociais, siga: @acaroldoagro e @baseagro

Para Lucas Dierings, do Paraná, a experiência de estar entre o seleto grupo de jovens de todos os continentes foi valiosa. “As diferentes realidades da agricultura no mundo exigem políticas agrícolas diferentes. Em diversas discussões, tratamos como é importante fortalecer a agricultura familiar com ações de inclusão tecnológica e políticas agrícolas que mantenham o produtor rural na atividade e, principalmente, facilite o direito à propriedade”.  Para acompanhá-lo nas redes sociais, siga @lucasdierings.agro

Para conhecer um pouco mais sobre o CNA Jovem, clique aqui.

Fonte: CNA Brasil