Poder de compra do Avicultor tem alta, mas ainda é menor que em 2020

Compartilhe

O poder de compra do avicultor de postura frente aos principais insumos de alimentação (milho e farelo de soja), que vinha recuando desde fevereiro, tem se recuperado neste mês de junho.

Segundo pesquisadores do Cepea, esse cenário se deve ao aumento dos preços dos ovos e à desvalorização do cereal e do derivado de soja.

fonte: Freepik

Na primeira quinzena do mês, as cotações dos ovos subiram, impulsionadas pelo aquecimento das vendas e refletindo também os esforços do setor em controlar a oferta da proteína.

Pesquisadores do Cepea ressaltam, contudo, que o poder de compra deste mês ainda está bem abaixo do verificado em junho de 2020.

Original de Cepea