Produtor de Abacaxi consegue aumento de 30% na produtividade

Compartilhe

Aumento na produtividade e redução de custos foram as principais mudanças conquistadas pelo produtor de abacaxi Luiz Silva Batista com as orientações do Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), oferecido pelo Sistema FAEMG/SENAR/INAES. Luiz é atendido desde julho de 2019 em Monte Alegre de Minas e viu a sua produtividade aumentar em 30% na atual lavoura.

O técnico de campo e engenheiro agrônomo Denilson Coelho de Faria, que o acompanha, disse que o produtor implantou a tecnologia “mulching” pela primeira vez em 2018. Essa técnica utiliza canteiros cobertos com plástico de polietileno preto. Neste sistema, sua produtividade aumentou de 33.300 kg/ha para 55.000 kg/ha. Agora, com as orientações do ATeG, ele conseguiu resultados ainda melhores: uma colheita de 71.415 kg/ha de abacaxis da variedade Smooth Cayenne, conhecido popularmente como “havaiano”. O peso médio do fruto também melhorou: passou de 1,57 kg para 1,89 kg por planta.

Fonte: Freepik

“O produtor seguiu todas as orientações de manejo da cultura, como preparo de solo, seleção de mudas, fitossanidade, irrigação, indução do florescimento e comercialização. Com o acompanhamento rigoroso do controle dos custos de produção, o resultado também apareceu na lucratividade, que foi de 60% na lavoura atual”, explicou o técnico.

Satisfeito com o programa, Luiz avalia que valeu a pena ingressar no ATeG. “O técnico é muito experiente e ganhamos com este aprendizado. Consegui um aumento na produção e diminuição dos custos. Outros produtores devem participar para aprender o mesmo que aprendi”, afirmou.

“A fruticultura também é forte em nossa região, especialmente nos municípios de Frutal e Monte Alegre de Minas, que contam com grupos do ATeG para oferecer toda a assistência necessária aos produtores”, destacou o gerente regional do Sistema FAEMG/SENAR/INAES, Caio Oliveira.

Original de FAEMG