Saca de Milho chega quase 90% do preço de comercialização dos Ovos brancos

Compartilhe

O mercado de ovos abre o penúltimo dia de abril com valor idêntico ao recebido na abertura do mês, o que é extremamente importante considerando que o histórico apresenta sensível desvalorização nos últimos dias do mês.

O resultado é que abril apresenta um preço médio inferior, mas não muito distante de março e do recorde de fevereiro, significando um bom andamento. O problema é que o valor recebido permanece inferior ao custo de produção. E isso pode ser verificado na comparação com as matérias-primas básicas essenciais na composição da ração que alimenta o plantel de aves.

Acompanhamento efetuado pelo Ovosite tendo como base o histórico de abril dos últimos 20 anos aponta que o momento mais difícil vivenciado pelo produtor de ovos aconteceu em 2016 quando a pressão do milho impactou fortemente o custo de produção e trouxe grande ônus para os avicultores. Então, a representatividade da saca de milho atingiu quase 77% do valor de comercialização da caixa de ovos.

Entretanto, em 2021 a situação é ainda mais crítica para o produtor de ovos: o milho atinge quase 90% do valor recebido pelo avicultor na comercialização da caixa de ovos. Além disso, se constata forte incremento no Farelo de Soja, sem contar o aumento em outros itens que compõem o custo de produção.

Assim, o produtor de ovos precisa encontrar formas de melhorar margens de comercialização para minimizar os prejuízos e sobreviver a esse período difícil.

Original de OvoSite