Saiba quais circunstâncias podem aumentar a sua aposentadoria!

Compartilhe

Há algumas situações que podem impactar positivamente o cálculo da aposentadoria, por isso é de extrema importância a análise de cada caso com acompanhamento e orientação profissional.

Importante lembrar que a regra atual (pós-reforma) alterou significativamente a formula de cálculo para as aposentadorias, e quando maior for o tempo de contribuição maior será sua renda mensal inicial – RMI.

Hoje apresento 3 situações que podem ajudar a melhorar o cálculo da sua aposentadoria:

1) PERÍODO TRABALHO EM ATIVIDADE ESPECIAL

É muito comum o caso de pessoas que trabalharam em atividade especial e não tiverem esse período reconhecido, sendo que o reconhecimento poderia aumentar a totalidade do tempo líquido de contribuição através do procedimento de conversão de tempo especial e comum.

Fonte: freepik

2) RECONHECIMENTO E AVERBAÇÃO DE TRABALHO RURAL

Esse é mais um caso que as pessoas acabam deixando de lado, pois acreditam que dará muito trabalho para comprovar, é comum o caso de pessoas que trabalharam na lida campesina na juventude e depois partiram para o trabalho urbano. Sendo que se esse trabalho rural for comprovado poderá ser reconhecido e averbado, inclusive para efeitos de carência (em alguns casos), o que impactará o cálculo da aposentadoria.

3) RECLAMATÓRIA TRABALHISTA

Se o cidadão já acionou alguma empresa em qualquer época da vida para reconhecer um vínculo, ou até mesmo para reconhecer algum direito salarial, saiba que essa situação gera impacto previdenciário e também poderá se utilizar dessa ferramenta para melhorar sua aposentadoria.

DICA BÔNUS:

Esses procedimentos podem ser realizados muito antes de completar todos os requisitos para aposentadoria, por exemplo: João, tem atualmente 54 anos de idade, trabalhou em atividade especial há alguns anos atrás, pela regra atual ele terá que aguardar a idade de 65, mas nada impede de correr atrás do reconhecimento da atividade especial na atualidade, dessa forma, quando completar a idade o tempo especial já terá sido reconhecido e averbado o que trará muita celeridade na concessão de sua aposentadoria!

Sabrina Pastorelli. Advogada. Formada em Direito pela Universidade Cruzeiro do Sul – UNICSUL em 2014. Pós-Graduada em Direito e Processo do Trabalho – Escola Paulista de Direito (EPD). Pós-Graduada em Direito Previdenciário – Universidade Cândido Mendes (UCAM). Converse comigo por meio do e-mail: sabrinassilva.dfp@outlook.com