Sal Proteinado nas águas e na seca, o que muda entre cada período?

Compartilhe

O sal proteinado não pode faltar no cocho em nenhuma época do ano. Seja seca, seja período das águas, a nutrição por esse suplemento precisa estar presente para evitar a queda de produção e garantir a engorda.

Mas será que o sal proteinado usado na seca deve ser o mesmo utilizado nas águas? Se você está se preparando para enfrentar um desses períodos, continue com a leitura. Nesta dica, vamos explicar a diferença (se ela existe) e mais curiosidades sobre esse tipo de sal.

Mas o que será esse sal?

Em primeiro lugar, o sal proteinado é um composto que deve ser oferecido ao gado durante todo o ano e não apenas em período de seca. Afinal, aperfeiçoa o aproveitamento dos nutrientes, reduz o tempo para o abate e promove excelentes resultados na pecuária de leite e corte. Além disso, evita queda na produtividade. Por isso, o uso é necessário.

O pasto não supre todas as necessidades nutricionais desses animais e, do mesmo modo, o objetivo de corresponder o desempenho esperado pelo produtor.

Entre os elementos que compõem e que não são oferecidos naturalmente pela pastagem além do sódio, são:

  • Cálcio;
  • Cobalto;
  • Enxofre;
  • Ferro;
  • Fósforo;
  • Flúor;
  • Magnésio;
  • Potássio.
Fonte: Freepik

Sal proteinado nas águas e na seca, qual a diferença?

A diferença, amigo produtor, é a necessidade do seu gado e a forma como está planejada a sua estratégia de nutrição e alimentação durante cada período.

Sabemos que no período das águas, temos a vantagem da pastagem verde e abundante. E mesmo em grande quantidade, o sal precisa ser oferecido no cocho. A diferença aqui é saber quais são os nutrientes que seu solo é deficiente, por exemplo.

Uma análise solicitada por empresas que prestam esse serviço (a Vigilância Sanitária local pode oferecer) já garante uma precisão sobre quais nutrientes do sal precisam ser reforçados em maior e menor dose.

No período da seca, caso não tenha nenhum formato e armazenamento de forrageira para oferecer (seja pasto vedado, seja silagem), o reforço dos nutrientes do sal proteinado é maior. Pois além de suprir as necessidades comuns do pasto, terá que reforçar os demais para manutenção do peso.

Ou seja, a necessidade do sal em todas as fases do ano é ideal para o produtor bater as metas de produtividade.

Por fim, mais que oferecer o sal, é preciso estar atento ao manejo. Existem horários específicos que potencializam o consumo.

Original de Erural