Segundo analista, China deve diminuir importações de Carne Suína do Brasil

Compartilhe

Wagner Yanaguizawa explica que a retomada do plantel suíno chinês, em recuperação aos casos da peste suína africana, deve frear o apetite por importações

As importações de carne suína do Brasil pela China devem desacelerar nos próximos meses, de acordo com o Rabobank. Para entender o que deve levar a este cenário, conversamos com o analista Wagner Yanaguizawa, que explica que já havia essa projeção de diminuição dessa demanda por parte dos chineses.

Fonte: Freepik

“Nossa projeção inicial já estava considerando a redução de demanda da China pela carne suína e esse cenário foi um pouco amenizado pela situação do começo do ano com novos casos de peste suína. Mas, a partir de junho, há uma recuperação mais pujante e trabalhamos com saldo positivo em termos de inventário”, disse.

“De acordo com a nossa analista na China, deve ter um arrefecimento em termos de demanda por causa da recuperação do rebanho local. No comparativo de maio com maio do ano passado, a gente viu um embarque de suínos muito positivo. Mas a partir de maio, o nível de importação da China se manteve nesse patamar superior a esse mês no ano passado. A gente acredita que é possível um incremento em relação ao ano passado, mas deve haver uma diminuição gradual. Pensando em escassez de oferta, principalmente por parte da Alemanha por causa do preço,  o cenário para o Brasil ainda é mais favorável”, concluiu.

Original de Canal Rural