Sintomas de Deficiência Nutricional em plantas de Capim do gênero Brachiaria

Compartilhe

O uso de espécies forrageiras como as do gênero Brachiaria, devido à grande quantidade de biomassa e ao fato de persistirem por mais tempo sobre o solo, vem se tornando uma boa opção, hoje já é a forrageira mais utilizada no país. Entre suas vantagens estão maior rendimento operacional no plantio, maior disponibilidade de nutrientes, maior presença de palha na superfície do solo e menor liberação de possíveis substâncias alelopáticas.A seguir veja motivos do baixo rendimento da plantação.

A baixa produtividade e a degradação das pastagens com o passar dos anos têm como principais causas a falta de manutenção da fertilidade do solo (elevada acidez do solo, pH < 5), toxidez do manganês e alumínio, baixa disponibilidade de nutrientes (nitrogênio e fósforo, por exemplo), além da baixa reposição de nutrientes extraídos do solo via produção animal e o inadequado manejo das pastagens.

Segundo especialistas, a identificação das deficiências nutricionais nas plantas forrageiras é importante para que medidas técnicas sejam adotadas no sentido de solucionar o problema. As técnicas de análises de solo, da folha e visual se complementam para representar o comportamento dos nutrientes no solo e na planta de uma forma mais efetiva e prática. A identificação dos sinais de deficiências nutricionais nem sempre é de fácil visualização, pois diferentes nutrientes podem apresentar sintomas semelhantes e simultâneos na planta, como a coloração, por exemplo. Dessa forma, sem a informação de fácil acesso, o produtor acaba não conseguindo visualizar e identificar os sinais de deficiências nutricionais em sua propriedade

Fonte: Freepik

Sintomas de deficiências de nutrientes

 Os sintomas causados pela deficiência de diferentes nutrientes podem ser muito semelhantes, dessa forma é preciso observar o conjunto de sintomas presentes na planta ao longo do seu desenvolvimento.

 Nitrogênio

Os sintomas iniciais surgiram nas folhas mais velhas, enquanto as mais novas mantiveram-se verdes por um período maior de tempo em consequência da redistribuição do nutriente na planta. Sinais que apareceram na planta inteira foram o desenvolvimento reduzido e o baixo número de perfilhos. Nas folhas houve o aparecimento da clorose (amarelamento no limbo foliar) e a queima nas pontas. Nas raízes foi possível observar o pouco desenvolvimento do sistema radicular e de raízes laterais.

 Fósforo

Para o fósforo, os sintomas de deficiência surgiram primeiro nas plantas mais velhas. Na planta inteira os sinais foram o menor crescimento e poucos perfilhos. Nas folhas o sintoma mais presente foi a necrose nas pontas. E nas raízes houve um menor crescimento do sistema radicular, poucas raízes laterais e a coloração parda.

Potássio

A deficiência de potássio ocasiona crescimento e desenvolvimento limitados da planta e perfilhamento baixo. Os primeiros sinais de deficiência nas folhas aparecem nas mais velhas, que apresentaram coloração parda e consequente necrose das pontas e margem das folhas. As raízes tiveram alongamento do sistema radicular, mas sem a presença de raízes laterais e diminuição do crescimento radicular.

Enxofre

Os sintomas de deficiência de enxofre surgiram primeiro nas folhas mais novas, ocorrendo um crescimento reduzido das plantas, perfilhos menos desenvolvidos, folhas com clorose uniforme na cor verde clara, necrose nas pontas e quando comparadas as raízes do tratamento completo com o de deficiência de enxofre, houve um aumento no número de raízes ramificadas, que apresentam aspecto esbranquiçado.

Cálcio

A omissão do cálcio resultou em uma redução drástica no crescimento das plantas. As folhas apresentaram textura endurecida e quebradiça, margens foliares com pedaços dilacerados, necrose apical da planta no crescimento com formato de ‘roseta’, necrose na ponta das folhas e clorose presente nas mais novas, que em geral caminha das margens para o centro da folha. A ausência de cálcio afeta particularmente os pontos de crescimento da raiz, ocasionando menor desenvolvimento do sistema radicular e raízes curtas. Sintomas de deficiência nutricional em plantas de capim BRS Paiaguás (Brachiaria brizantha cv. BRS Paiaguás).

Magnésio

Os sintomas de deficiência de magnésio na planta foram caracterizados por tamanho reduzido da planta, menor número de folhas por perfilho e estiolamento de perfilhos com tendência ao acamamento. Nas folhas, os sinais são coloração verde escuro, pontos de acúmulo de clorofila e tamanho maior. As raízes apresentaram aumento no desenvolvimento do sistema radicular e grande quantidade de ramificações e raízes com aspecto esbranquiçado.  

Por: Raphael Dumont