Soja: Indicador PR sofre queda na parcial deste mês

Compartilhe

As cotações externas e domésticas da soja têm caído com certa força neste mês de junho. Segundo pesquisadores do Cepea, a pressão vem do clima favorável à safra da oleaginosa nos Estados Unidos, da recente melhora nas condições das lavouras do país norte-americano e de especulações indicando menor demanda por parte da China – que tem estoques alongados.

Além disso, uma possível alteração na política de biodiesel nos EUA reforçou a queda dos preços, tendo em vista que essa mudança pode resultar em diminuição da demanda por óleo de soja para a produção do combustível.

Designed by Stock Adobe
Designed by Stock Adobe

Para o Brasil, pesa também a desvalorização do dólar frente ao Real. Diante disso, na parcial de junho (até o dia 18), o Indicador da soja CEPEA/ESALQ Paraná recuou expressivo 11,97%, fechando a R$ 148,08/saca de 60 kg na sexta-feira, 18.

Pesquisadores do Cepea ressaltam que, com receio de quedas ainda mais acentuadas nos próximos dias, parte dos sojicultores elevou a oferta do grão no Brasil.

Entretanto, compradores estiveram afastados das negociações no spot e de contratos a termo, resultando em baixa liquidez interna.

Original de Cepea