Suínos: Com baixa oferta de animais em peso de abate, cotação do vivo sobe

Compartilhe

A menor disponibilidade de suínos em peso ideal para abate e a consequente retração de vendedores impulsionaram os preços do animal neste início de junho no mercado independente de todas as regiões acompanhadas pelo Cepea. Demandantes, inclusive, relatam certa dificuldade em adquirir novos lotes de suínos.

Fonte: Ministério da Agricultura

De 2 a 9 de junho, o vivo comercializado na região SP-5 (Bragança Paulista, Campinas, Piracicaba, São Paulo e Sorocaba) se valorizou 17,4%, indo a R$ 6,51/kg na quarta-feira, 9.

As exportações de carne suína também seguem elevadas neste mês, depois da forte alta registrada entre abril e maio, ocasionada pelo aumento dos embarques à China, que comprou 54,2 mil toneladas do produto no último mês, 53.8% do total exportado pelo Brasil.

Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br