Suínos: Devido a baixa oferta e forte demanda os preços se mantêm em alta

Compartilhe

Os preços do suíno vivo seguem em elevação no mercado independente na maioria das praças acompanhadas pelo Cepea.

<\/div>

Esses avanços são resultado da combinação de dois fatores que têm sido contínuos nos últimos meses: a oferta reduzida de animais em peso ideal para abate e a forte demanda da indústria, principalmente por conta das exportações de carne suína.

COMPETITIVIDADE – Neste início de novembro, a diferença entre o preço da carcaça especial suína e o do frango inteiro resfriado renovou a máxima real da série histórica do Cepea (deflacionada pelo IPCA de outubro/20), indicando a menor competitividade da proteína suína frente à concorrente.

Já na comparação com a carcaça bovina, a diferença segue com pouca alteração desde setembro, evidenciando a influência do mercado da carne bovina sobre a proteína suína.

Original de Cepea