Trigo: Lavouras tem prejuízos provocados pela geada no PR

Compartilhe

Agrônomo relata que, em algumas áreas, a quebra deve ser de até 100% por causa do clima

A massa de ar polar que atinge a região Sul do Brasil desde o fim de semana já está causando estragos nas lavouras de trigo do Paraná. Na cidade de Peabiru, a lavoura congelou, conforme mostra o relato do agrônomo Ricardo Mulinari, da Tuia Agrícola.

Segundo ele, na Fazenda Branca, em Peabiru (PR), dos 120 hectares de trigo semeados nesta safra, a perda deve ficar entre 70% e 100% em alguns talhões. “Ontem, dia 29, tivemos a primeira geada. Agora, pela manhã com média de 3,5 °C, podemos ver o estrago. As culturas de trigo, embora menos suscetíveis, tiveram áreas com 20% de perda, em outras com o trigo mais adiantado com 40% a 65% e algumas com até 100% de perda”, disse.

O feijão, que já havia sofrido com a cigarrinha e estiagem, agora foi castigado pela geada. “ No feijão, a geada praticamente levou o que nos restou. Tivemos ano com cigarrinha, estiagem e agora a geada que veio para terminar e selar as culturas aqui no Paraná. É triste, mas é uma realidade. Nós que trabalhamos no agronegócio sabemos que estamos sempre com esse risco”, finalizou.

Segundo ele, os próximos dias serão para contabilizar os prejuízos nas lavouras.

Foto: Ricardo Mulinari Fonte: Canal Rural

Previsão do tempo

A massa de ar polar que atua na região começa a perder intensidade nesta quinta-feira, mas ainda há chance de geada na maior parte da região, com exceção apenas para áreas da faixa leste. Na parte da tarde, as temperaturas sobem um pouco mais.

A chance de geada diminui e o risco de geada continua apenas nas serra gaúcha e planalto paranaense. Nas demais áreas do estado, o tempo fica firme e com temperaturas em elevação.

No fim de semana a temperatura se eleva tanto pela manhã quanto à tarde. O tempo firme predomina em toda a região e não há mais chance de geada em nenhum estado.

Original de Canal Rural