Trigo: Vendedor se mantém retraído fazendo as médias de outubro subirem

Compartilhe

A retração de vendedores, a postura mais ativa de compradores e o dólar elevado, que encarece as importações, mantiveram os preços do trigo em alta no Brasil em outubro.

<\/div>

Segundo pesquisadores do Cepea, agentes da indústria moageira seguem adquirindo lotes pontuais de trigo e muitos já mostram dificuldades em repassar os atuais custos elevados do cereal aos derivados (farinhas e farelos).

Foto: Paulo Bonato

Levantamento do Cepea mostra que, em outubro, o valor médio do trigo no mercado disponível (negociações entre empresas) no Paraná foi de R$ 1.286,02/tonelada, aumento expressivo de 11% frente ao de setembro e 54,5% acima do verificado em outubro/19, em termos nominais.

Para o Rio Grande do Sul, a média foi de R$ 1.221,10/t, elevações de 1,9% em relação à de setembro e de 63,6% frente à de outubro/19.

Original de Cepea