Tudo sobre a raça de gado Angus

Compartilhe

Em busca de gerar boas vendas aproveitando o fato da carne de Angus ser considerada de alta qualidade, pecuaristas investem nessa raça de gado de corte, uma das mais procuradas do mundo.

A raça tem características marcantes, porém existem algumas dificuldades em sua venda, pensando nisso leia a seguir um pouco da história, suas características e demais curiosidades da raça Angus. 

História da origem da raça

A raça é o resultado do cruzamento das raças Aberdeen e Angus, a mesma é britânica. Ela também é conhecida pelo mundo como Aberdeen Angus e seu primeiro registro é datado nos anos de 1860.

A partir de então a raça Angus se disseminou pelo mundo, com destaque em países como Estados Unidos, Nova Zelândia e Canadá. No Brasil a raça chegou em 1906 no sul do Rio Grande do Sul.

Aqui a raça Angus cruzou com o touro uruguaio da raça Menelik.

Existem dois tipos de Angus, o Aberdeen Angus e Red Angus, os dois se diferem minimamente, só por uma coloração avermelhada no Red Angus e por ser um gene recessivo, ele pode vir de uma vaca e um touro pretos.

Elas não têm grandes diferenças entre suas características de carne e estrutura.

Principais características

Esta raça tem características e vantagens que são excelentes, que conferem resultados positivos para a economia direcionada ao gado de corte.

As fêmeas dessa raça são mais férteis e têm uma vida longa. Possuem boa capacidade materna, assim seus partos são feitos de um jeito simples e com prazos mais curtos, o que representa um ótimo custo benefício, já que o produtor pode ter mais bezerros por hectare.  

A carne do Angus é macia e saborosa, tem elemento gorduroso de 3mm a 6mm, o que mantém essa maciez e sabor.

A carne desta raça tem outras qualidades como precocidade, rusticidade, é adaptável e  carne de ótima qualidade.

Com isso tudo, vale a pena investir na raça Angus?

Mesmo com essas qualidades todas, a criação da raça Angus pode impor alguns obstáculos, porém todos podem ser ajustados para que o produtor possa ter uma boa experiência na criação.

Esta raça se dá melhor em clima como o do Sul brasileiro, porém ela é adaptável aos demais climas quando tomado alguns cuidados. Segundo a Associação Brasileira de Angus, a comercialização da carne é onde se encontra a maior dificuldade.

Para superar essa dificuldade é necessário que os produtores rurais gerenciem melhor suas vendas.

A carne já é bem vista no mercado, então tudo é uma questão de adaptação.

A raça Angus é uma ótima opção para o produtor rural, porém se você produtor pretende investir no gado Angus é importante conhecer a raça a fundo e isso pode ser feito entrando em contato com a ABA para tirar dúvidas e entender de fato, como tornar a criação lucrativa.

Por: Mariana Gomes Pacheco de Sá