Veja a competitividade do frango frente as carnes bovina e suína

Compartilhe

A carne de frango segue competitiva no mercado da Grande São Paulo frente às concorrentes bovina e suína, segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq/USP). Na média parcial de março (até o dia 17), o frango inteiro resfriado está cotado 13,43 reais por quilo abaixo da carcaça casada bovina. “A diferença é apenas 0,2% menor que a observada em fevereiro, mas ainda está 43,1% maior que a de março/20, indicando a boa competitividade da proteína de frango“, diz o centro de estudos em relatório sobre este mercado. “Na comparação com a carne suína, o frango inteiro é negociado a 4,56 Reais/kg abaixo da carcaça especial nesta parcial de março, leve aumento mensal de 0,6% e de 13,7% no comparativo anual.”

Segundo o Cepea, os elevados preços das carnes bovina e suína e o menor poder de compra da população mantiveram aquecidas as vendas domésticas da carne de frango, especialmente na primeira quinzena deste mês. “O frango inteiro resfriado comercializado no atacado da Grande São Paulo se valorizou 3,3% de fevereiro para março, com a média deste mês a R$ 6,06/kg. Esse valor ainda está 32,1% acima do verificado em março/20, em termos nominais.”

<\/div>

Quanto à carne bovina, no atacado da Grande São Paulo a carcaça casada é negociada a R$ 19,49/kg na parcial deste mês, leve alta de 0,9% frente a fevereiro, mas 39,5% acima da observada em março/20, em termos nominais. Já em relação à carne suína, na média parcial de março, a carcaça especial é negociada a R$ 10,62/kg no atacado da região da capital paulista, alta 2,1% frente ao mês anterior e 23,5% acima da de março de 2020.

Original de FAESC SENAR